Alessandro Bianchi/Reuters
Alessandro Bianchi/Reuters

Juventus empata com a Roma no clássico e fatura o heptacampeonato italiano

Campeã da Copa Itália, equipe de Turim entrou em campo com a taça encaminhada já que estava seis pontos à frente do Napoli

Estadão Conteúdo

13 Maio 2018 | 17h58

A Juventus empatou por 0 a 0 com a Roma, neste domingo, no clássico realizado no Estádio Olímpico da capital nacional, e garantiu a conquista de um histórico heptacampeonato na Itália. Dominante no país, a equipe de Turim garantiu o seu sétimo troféu seguido e o 34º scudetto da sua história ao chegar aos 92 pontos na liderança do Campeonato Italiano.

+ TEMPO REAL - Confira os lances da partida

+ Com hepta, Juventus impõe domínio histórico na Itália e repete feito raro do Lyon

Assim, o maior campeão da Itália não pode ser mais alcançado pelo Napoli, que em outro confronto desta penúltima rodada da competição venceu a Sampdoria por 2 a 0, fora de casa, e chegou aos 88 pontos na vice-liderança. Assim, a equipe napolitana mais uma vez terá de se contentar com o vice-campeonato, que mais recentemente também ocorreu nas temporadas 2012/2013 e 2015/2016.

Campeã da Copa da Itália na última quarta-feira com uma sonora goleada por 4 a 0 sobre o Milan, a Juventus já entrou em campo neste domingo com as duas mãos na taça, pois já estava seis pontos à frente do Napoli e com um saldo bastante superior ao do então concorrente ao título.

Assim, no próximo dia 20, em casa, a equipe juventina jogará apenas para fazer a festa com a sua torcida em partida contra o Verona pela rodada final do Italiano, enquanto o Napoli receberá o Crotone para fechar de maneira digna a sua boa campanha.

Já a Roma foi aos 74 pontos na terceira posição, dois à frente da Lazio, quarta colocada, que horas mais cedo empatou por 2 a 2 com o Crotone. Assim, os dois clubes atuarão na rodada final na luta para terminarem em terceiro lugar o Italiano. Já garantido na Liga dos Campeões, o time romano fechará campanha em casa contra o Sassuolo, fora de casa, enquanto a Lazio medirá forças com a Inter de Milão na capital nacional em confronto direto por lugar na competição continental.

No clássico no Estádio Olímpico, o time da casa exibiu maior volume ofensivo no primeiro tempo, mas não teve competência para abrir o placar. E a Juventus chegou a balançar as redes com o argentino Dybala aos 2 minutos da etapa final, mas a arbitragem assinalou impedimento duvidoso do jogador e anulou o gol.

E o mesmo Dybala acabou provocando a expulsão de Nainggolan aos 22 minutos da etapa final após o belga dar forte carrinho no argentino. Como já tinha cartão amarelo, recebeu o segundo e foi consequentemente expulso.

Com a presença na partida do lateral-esquerdo Alex Sandro e do atacante Douglas Costa, ambos ansiosos para a lista de convocados que Tite anunciará nesta segunda-feira para a Copa do Mundo, a Juventus administrou com tranquilidade o resultado com um homem a mais em campo e depois saiu para comemorar com a sua torcida, que marcou presença em ótimo número em um dos setores do Estádio Olímpico de Roma.

Enquanto isso, também jogando como visitante, o Napoli fez o seu papel ao bater a Sampdoria por 2 a 0, com gols marcados por Arkadiusz Milik e Raul Albiol na reta final do segundo tempo, mas precisou se contentar com o vice-campeonato nacional.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.