1. Usuário
Assine o Estadão
assine

Kaká rescinde com o Milan e deve acertar retorno ao São Paulo

Agência Estado

30 Junho 2014 | 10h 56

Meia está perto de fechar sua transferência para o Orlando City

Com tudo acertado para voltar ao São Paulo por empréstimo até o final do ano, o meia Kaká já não é mais jogador do Milan. Nesta segunda-feira, o clube italiano confirmou a rescisão contratual do atleta, que acertou sua transferência para o Orlando City, dos Estados Unidos, e será repassado ao clube brasileiro até dezembro.

Em nota em seu site oficial, o Milan confirmou a rescisão consensual e agradeceu ao brasileiro. "A palavra-chave é ''consenso''. Este era o único meio de cessar sua caminhada com a camisa do Milan e a convivência diária em Milanello (centro de treinamento do clube). Estar em Milão era senti-lo e transmiti-lo. Tchau Kaká, nós nunca vamos deixá-lo."

AFP
Kaká rescinde com o Milan e deve acertar seu retorno ao São Paulo por empréstimo

Com a rescisão, Kaká encerra sua segunda passagem pelo Milan, que começou em setembro do ano passado, com o seu retorno após passagem apagada pelo Real Madrid. O contrato com o time italiano, no entanto, tinha uma cláusula que garantia ao meia a rescisão no caso de o time italiano não se classificar para a Liga dos Campeões. Isso aconteceu e o brasileiro ficou livre para negociar com outro clube.

De acordo com a imprensa italiana, Kaká já está nos Estados Unidos. Ele vai assinar com a Major League Soccer, a liga que organiza o campeonato norte-americano de futebol, e ser repassado para o Orlando City. A franquia da Flórida, por sua vez, só vai entrar na MLS na temporada 2015 e já está eliminada da Copa dos EUA de 2014. Assim, o jogador só fará sua estreia no começo do ano que vem.

EMPRÉSTIMO

Para não ficar sem atuar até lá, ele será repassado ao São Paulo. O próprio vice-presidente de futebol do clube, Ataíde Gil Guerreiro, garantiu que "depois de 60 dias de negociação, nós estamos acertados, mas não existe nada formalizado". Com isso, resta apenas o anúncio oficial para que o meia volte a vestir a camisa são-paulina, como fez das categorias de base até 2003.

O ano de 2003, aliás, marcou a chegada de Kaká ao Milan. No clube italiano, viveu a melhor fase da carreira, conquistando títulos como a Liga dos Campeões (em 2006/2007), o Mundial de Clubes (2007) o Campeonato Italiano (2003/2004), entre outros. Negociado com o Real Madrid em 2009, nunca mais foi o mesmo, acabou na reserva, pouco utilizado, até voltar ao Milan no ano passado e ter novamente lampejos do grande jogador que foi eleito o melhor do mundo pela Fifa em 2007.

A idolatria dos milaneses por ele ficou clara na emocionada mensagem de despedida no site do clube. "Alguns amores nunca acabam. Seu retorno foi um raio de sol em uma temporada vagamente melancólica para o Milan. Um grande abraço para você, Ricky, sua Carolina (Celico, esposa do jogador) e seus filhos doces. Você é lindo, você é real e estará sempre ligado a nós", dizia o último trecho.