1. Usuário
Assine o Estadão
assine
Copa 2014

Klinsmann traça semi como meta dos Estados Unidos na Copa do Mundo

Agência Estado

11 Fevereiro 2014 | 16h 17

Treinador elogia mentalidade do povo americano e sonha em surpreender

NOVA YORK - No 14.º lugar do ranking da Fifa, os Estados Unidos esperam surpreender seleções de porte na Copa do Mundo do Brasil e chegar pela primeira vez a uma semifinal de Mundial. Pelo menos é esse o objetivo do técnico Jürgen Klinsmann. Campeão com a Alemanha em 1990, ele é um dos grandes responsáveis pela boa fase dos amantes da bola oval.

Klinsmann reconhece que o futebol vem conquistando os norte-americanos e já traça uma semifinal como meta para um País absolutamente acostumado a ganhar, independente da modalidade. "A mentalidade dos americanos é realmente impressionante, eles sempre querem ser os primeiros. Eles sabem que ainda não chegaram lá em termos de futebol, mas estão avançando. Hoje se vê vários meninos jogando, é possível assistir a ligas de qualquer parte do mundo. A ambição deve ser chegar às semifinais de um Mundial, e o que temos de fazer é trabalhar para criar um ambiente propício para isso", comenta o treinador alemão.

No sorteio dos grupos da Copa, os Estados Unidos deram enorme azar e vão jogar contra Alemanha, Portugal e Gana. Pelo ranking da Fifa, os Estados Unidos chegam como terceira força, mas Klinsmann acredita que seu time tem condições de avançar. Para isso, precisa acreditar que é possível. "Independentemente da seleção que estivermos enfrentando, sempre daremos mil por cento de nós. E, mesmo diante de adversários mais fortes, não cabe especular sobre o que pode acontecer. Para nós, só a vitória interessa", assegurou.

Na análise do treinador, o segredo da equipe deve ser a força mental, como forma de competir contra o talento individual que falta aos jogadores dos Estados Unidos. "No futebol, você precisa ter jogadores especiais para obter resultados especiais, mas se não puder contar com um Lionel Messi ou um Cristiano Ronaldo, tem de encontrar uma forma de compensar com o trabalho de equipe e uma mentalidade vencedora."

Copa 2014