1. Usuário
Assine o Estadão
assine

Levir exalta vitória e Luan vibra por ser o 'talismã' do Atlético

Estadão Conteúdo

28 Agosto 2014 | 09h 46

Atacante entra no segundo tempo e, com poucos minutos em campo, marca e garante vitória e vantagem nas oitavas da Copa do Brasil

Embora o Atlético Mineiro tenha desperdiçado muitas chances de gol e consequentemente perdido a oportunidade de conquistar um placar ainda melhor no jogo de ida das oitavas de final da Copa do Brasil, o técnico Levir Culpi exaltou o peso que o 1 a 0 obtido diante do Palmeiras, na noite desta quarta-feira, no Pacaembu, teve para a sua equipe.

Com o resultado, os atleticanos terão a vantagem de poder empatar no confronto de volta, no próximo dia 4 de setembro, no Estádio Independência, em Belo Horizonte. "Sem dúvida, o resultado nos deu uma tranquilidade, mas não a ponto de afrouxar no próximo jogo. O gol fora de casa foi importante, foi um resultado legal e temos uma boa vantagem, mas vamos ter outro clássico em Belo Horizonte contra o Palmeiras, então, não dá para descuidar", ressaltou o técnico, exibindo um misto de satisfação e cautela.

Levir Culpi também exaltou a boa atuação do goleiro palmeirense Fábio, que evitou uma derrota ainda pior neste confronto de ida. "Considerando as oportunidades, o goleiro deles pegou três ou quatro bolas muito boas em que finalizamos até bem, podíamos ter feito mais, mas enfrentamos o Palmeiras aqui em São Paulo. É um time de tradição, havia um apelo em razão do centenário do clube, o torcedor compareceu, mas, agora, vai ser nossa vez, com a nossa torcida", completou.

Alex Silva/Estadão
O atacante Luan marcou de cabeça e garantiu a vitória do Atlético-MG sobre o Palmeiras

Já o atacante Luan, autor do gol da vitória atleticana, festejou o fato de que conseguiu justificar mais uma vez a fama de "talismã" do time, pois novamente entrou na equipe durante o jogo e foi decisivo, como aconteceu em outras ocasiões com a camisa atleticana.

"Voltei com tudo para ajudar a equipe do Galo a sair com a vitória. Tive a felicidade de entrar, concluir em gol a primeira bola que peguei e ajudar a equipe a vencer, mas a gente sabe que tem o jogo de volta e vamos precisar fazer um bom jogo para sair com a classificação", disse, para depois acrescentar: "Dedico esse gol para minha família. Fico muito feliz por ter entrado e feito o gol da vitória, uma vitória importante diante de um grande clube que é o Palmeiras".

Você já leu 5 textos neste mês

Continue Lendo

Cadastre-se agora ou faça seu login

É rápido e grátis

Faça o login se você já é cadastro ou assinante

Ou faça o login com o gmail

Login com Google

Sou assinante - Acesso

Para assinar, utilize o seu login e senha de assinante

Já sou cadastrado

Para acessar, utilize o seu login e senha

Utilize os mesmos login e senha já cadastrados anteriormente no Estadão

Quero criar meu login

Acesso fácil e rápido

Se você é assinante do Jornal impresso, preencha os dados abaixo e cadastre-se para criar seu login e senha

Esqueci minha senha

Acesso fácil e rápido

Quero me cadastrar

Acesso fácil e rápido

Cadastre-se já e tenha acesso total ao conteúdo do site do Estadão. Seus dados serão guardados com total segurança e sigilo

Cadastro realizado

Obrigado, você optou por aproveitar todo o nosso conteúdo

Em instantes, você receberá uma mensagem no e-mail. Clique no link fornecido e crie sua senha

Importante!

Caso você não receba o e-mail, verifique se o filtro anti-spam do seu e-mail esta ativado

Quero me cadastrar

Acesso fácil e rápido

Estamos atualizando nosso cadastro, por favor confirme os dados abaixo