Ivan Storti/ Santos FC
Ivan Storti/ Santos FC

Levir lamenta empate com a Ponte e diz que Santos 'não matou o jogo'

Técnico destaca que ficou feliz com o desempenho do time, mas chateado com o resultado da partida

Estadao Conteudo

12 Outubro 2017 | 21h30

O técnico Levir Culpi avaliou que o Santos desperdiçou a chance de superar a Ponte Preta nesta quinta-feira, no Moisés Lucarelli, pela 27ª rodada do Campeonato Brasileiro. Embora tenha apontado equilíbrio no confronto, que terminou empatado por 1 a 1, ele admitiu ter ficado chateado após o time não aproveitar as oportunidades que construiu de definir o triunfo.

+ Veja a classificação do Campeonato Brasileiro

+ Com gol contra bizarro de Pará, Flamengo e Fluminense empatam no Maracanã

"O Eduardo Baptista monta bons times. Os dois times jogaram bem. O Santos chegou mais perto da vitória, mas não matou o jogo e não dá para lamentar. Um jogo estudado e de força física. Fiquei feliz com o desempenho do time, mas um pouco chateado com o resultado", disse.

Afônico, Levir concedeu uma breve entrevista coletiva depois do duelo em Campinas. E ele também utilizou poucas palavras para justificar a decisão de não ter realizado sequer uma substituição durante a partida. "Achei que se mexesse no time, poderíamos perder", disse.

Com o empate, o Santos chegou aos 48 pontos, em segundo lugar no Brasileirão e a dez do líder Corinthians quando faltam dez rodadas para o término do torneio. Levir assegurou, porém, que a sua equipe segue com chances de ser campeã. "Claro que o campeonato está aberto. Existe uma certa lógica, mas as chances estão vivas", comentou.

+ Sport ganha do Vitória em Salvador, quebra jejum de nove jogos e deixa a degola

O Santos voltará a jogar na próxima segunda-feira, quando receberá o Vitória, no Pacaembu, pela 28ª rodada.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.