Liga Italiana ameaça clubes rebeldes

Adriano Galliani, presidente da Liga Italiana de Futebol, advertiu neste domingo que os clubes que não se apresentarem para a primeira rodada da temporada de 2002-03 serão considerados derrotados pelo resultado de 3 a 0. A abertura do torneio, inicialmente prevista para dia 1.º de setembro, foi adiada para 14 e 15, a pedido de oito equipes ?pequenas? que ainda não têm acordo com emissoras de televisão. ?As novas datas foram definidas por unanimidade?, recordou Galliani, também vice-presidente do Milan. ?A alteração foi proposta por um grupo de equipes, que pediu mais tempo para arrumar patrocínio. Elas agora devem respeitar esses limites.? Os rebeldes são Atalanta, Brescia, Chievo, Como, Empoli, Modena, Perugia e Piacenza, que não aceitaram receber US$ 4,5 milhões cada um das emissoras a cabo (Telepiú e Stream) para a transmissão de suas partidas. Elas negociam com uma rede independente.

Agencia Estado,

25 Agosto 2002 | 18h39

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.