Assine o Estadão
assine

Esportes

Palmeiras

Lucas cobra melhor marcação e técnico vê ansiedade no Palmeiras

Marcelo Oliveira mostra preocupação do meio para frente

0

Daniel Batista,
O Estado de S.Paulo

11 Fevereiro 2016 | 10h30

Após o empate sem gols contra o Oeste, quarta-feira, em São José do Rio Preto, o sentimento dos jogadores do Palmeiras e do técnico Marcelo Oliveira era de frustração. Para o comandante palmeirense, a ansiedade é o maior adversário neste início de temporada.

“Existe uma ansiedade exagerada de fazer o gol, principalmente nos últimos dois jogos. O time não tem paciência para rodar a bola e essas questão temos que conversar internamente. O Erik deu velocidade, mas precisamos melhorar e trabalhar intensamente. A base é a mesma (do ano passado), mas a produção precisa ser mais constante”, disse o treinador, preocupado mais com a criação do que a marcação da equipe. “Do meio para frente pecamos na organização e na jogada final. Lá atrás apresentamos melhor organização”.

O lateral-direito Lucas alerta para a necessidade da equipe ter mais atenção na marcação e concentração, mesmo com possíveis adversidades da partida. “Precisa ser diferente na marcação, ser mais forte. Até quando a gente não conseguir fazer o gol, não podemos nos desorganizar. Temos de melhorar um pouco para começar com o pé direito na Libertadores”, pediu o jogador palmeirense, em entrevista à Rádio Globo.

Quem também pediu para que o sinal de alerta já seja ligado foi o goleiro Fernando Prass. “Temos de melhorar, é óbvio. Não podemos ter um discurso diferente, caso contrário, vamos nos enganar. Falta constância ao time, mas vamos crescer naturalmente. Estamos no início da temporada”, lembrou o goleiro.

Mais conteúdo sobre:

Comentários