JF Diório/Estadão
JF Diório/Estadão

Lucas Veríssimo exalta fase do Santos e diz: 'Vamos brigar até o fim pelo título'

Zagueiro garantiu que se a equipe continuar assim, vai brigar pelo título da competição até a última rodada

Estadao Conteúdo

06 Outubro 2017 | 19h40

O crescimento do Santos no Campeonato Brasileiro e a diminuição da diferença para o líder Corinthians empolgaram o zagueiro Lucas Veríssimo. Nesta sexta-feira, o jogador de 22 anos celebrou o momento do time da Vila Belmiro e garantiu que se a equipe continuar assim, vai brigar pelo título da competição até a última rodada.

"Tenho certeza que, no fim, vamos brigar pelo campeonato. Tivemos esta motivação o campeonato inteiro. Eles (Corinthians) estiveram à frente o tempo todo, fizeram um excelente trabalho no primeiro turno, mas nossa equipe vem crescendo. Agora, nosso objetivo é diminuir cada vez mais a diferença, para alcançá-los e passá-los", declarou.

Com a oscilação corintiana no segundo turno, os concorrentes ao título ganharam força e passaram a sonhar com o improvável título. Para Lucas Veríssimo, porém, o Santos não tem que se preocupar com o rival. O zagueiro avaliou que se o time se mantiver invicto daqui até o fim do campeonato, como pediu o técnico Levir Culpi, fatalmente estará apto a faturar o troféu.

"Não temos que pensar no Corinthians. Criamos uma meta aqui dentro e vamos tentar alcançá-la. Se alcançarmos, sabemos que vamos brigar no final. Não vamos pensar neles, vamos fazer nossa parte, ganhar três pontos a cada jogo, e tenho certeza que podemos brigar", considerou.

O zagueiro também comemorou o bom momento defensivo do Santos. Nos últimos oito jogos pelo Campeonato Brasileiro, o time paulista levou apenas três gols, sendo que dois deles foram diante do Botafogo, quando Levir optou por uma escalação reserva. Para Lucas Veríssimo, a chance do clube brigar pelo título passa pela manutenção desta ótima fase.

"A equipe vem se comportando muito bem defensivamente. É continuar nessa pegada, tomar poucos gols. Falaram que a gente não vem fazendo muitos gols, mas estamos vencendo. Temos que seguir assim, tomando poucos gols, fazendo um. Que seja de meio a zero, o importante é vencer. Criamos uma meta e vamos tentar alcançá-la", projetou.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.