Ivan Storti/Santos FC
Ivan Storti/Santos FC

Lucas Veríssimo projeta jogo do Santos em La Paz e minimiza problema com altitude

Defensor acredita que fator não deve trazer mais dificuldades para a equipe

O Estado de S.Paulo

05 Maio 2017 | 19h22

O zagueiro Lucas Veríssimo, que externou a felicidade por ter feito o primeiro gol com a camisa do Santos na vitória sobre o Independiente Santa Fe - 3 a 2, no Pacaembu, na última quinta-feira -, pela Copa Libertadores, já projeta o próximo desafio do clube na competição, que será contra o The Strongest, em La Paz, capital da Bolívia localizada a 3.600 metros acima do nível do mar.

O defensor, que teve o primeiro contato com a altitude na carreira quanto atuou em Bogotá, na partida de ida contra o Independiente Santa Fe, acredita que esse fator não deverá trazer mais dificuldades para a equipe santista na partida. "Senti um pouco (a altitude na Colômbia), a equipe sentiu. Desgasta um pouco mais, mas nada fora do comum. Dá para se ajustar e fazer como fizemos lá: uma boa partida para sair com a vitória", avaliou o zagueiro santista.

Lucas Veríssimo revelou ter dormido poucas horas após ter feito o gol que determinou a vitória do time santista contra os colombianos. "Para ser sincero, dormi quatro horinhas só, essa noite foi difícil de dormir. O lance passou várias vezes na cabeça. Eu vinha sonhando com esse momento e pude realizar esse sonho", contou.

O zagueiro dedicou a vitória contra o Independiente Santa Fe a Rafael Longuine, que recentemente perdeu os pais em um acidente de carro. No dia do jogo, ele mandou mensagem desejando boa sorte. "Em um momento tão difícil que está passando, ele se disponibilizou a mandar uma mensagem. Todos estamos nos doendo com o que aconteceu e essa vitória pode ter certeza que foi por ele", ressaltou Lucas Veríssimo.

Atitude semelhante teve o capitão da equipe, Ricardo Oliveira. Autor do primeiro gol santista, logo aos três minutos - o 11.º gol dele pelo clube em jogos da Libertadores -, o atacante destacou a força emocional do companheiro de equipe.

"Estamos felizes também por termos dado essa vitória ao nosso amigo Rafael Longuine. Recebemos dele uma mensagem muito emocionante. Não sei de onde ele tirou forças para escrever essa mensagem, nos desejando sorte e falando que estaria na torcida à distância. Nós (elenco) havíamos proposto que daríamos o nosso melhor para vencer o jogo e dar a vitória a ele", comentou o atacante, que se iguala a Coutinho entre os maiores artilheiros do Santos na competição continental. Pelé, com 16 gols, é o primeiro da lista. Robinho e Neymar têm 14.

Os jogadores que atuaram na maior parte do jogo contra a equipe colombiana se reapresentaram para treino regenerativo na tarde desta sexta-feira, no CT Rei Pelé, em Santos. Os atletas que jogaram poucos minutos e aqueles que não foram relacionados treinaram na Vila Belmiro.

A vitória sobre o Independiente Santa Fe colocou o Santos na liderança do Grupo 2 da Libertadores, com oito pontos. O The Strongest está em segundo lugar, com sete, e o time colombiano é o terceiro, com quatro. O peruano Sporting Cristal segue na lanterna da chave, com apenas dois pontos conquistados.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.