Alex Silva/Estadão
Alex Silva/Estadão

Lugano festeja vitória que dá tranquilidade ao São Paulo

Time do Morumbi bate Avaí por 2 a 0 no Morumbi e afasta crise

Paulo Favero, O Estado de S.Paulo

22 Maio 2017 | 22h27

O São Paulo fez 2 a 0 no Avaí pelo Brasileirão e tirou um peso das costas na temporada. O time entrou em campo com cobranças da torcida após três eliminações no ano e ainda com uma derrota na conta na estreia da competição. Mas com muito brio, fez a lição de casa numa noite que o técnico Rogério Ceni colocou o veterano Diego Lugano de titular.

"Essa pressão a gente sente, então o time jogou muito sério, sem dar mole, pois é o momento de ser pragmático. Claro que temos jogadores de qualidade na frente para fazer os gols, mas o importante foi a vitória. Agora vamos ter um pouco mais de tranquilidade para trabalhar durante a semana", afirmou o zagueiro.

Ceni optou por deixar Maicon no banco e deu oportunidade para o uruguaio atuar ao lado de Rodrigo Caio. No meio, Cícero se destacou ao lado de Jucilei não apenas nos desarmes mas também no jogo aéreo defensivo. E foi dos pés dele que saiu o primeiro gol: ele lançou para Marcinho, que ajeitou de cabeça para Pratto abrir o marcador.

O São Paulo tinha o jogo nas mãos, mas errava muitos passes e não tinha brilho. Só que todos os jogadores corriam e lutavam por cada bola. No segundo tempo, o Avaí apertou, mas sem muita eficiência. Nos acréscimos, Luiz Araújo fez uma jogada individual e marcou o segundo gol da equipe, garantindo o resultado positivo.

Para Lugano, que foi capitão do time, o resultado ajuda na sequência do trabalho. Após o apito final, ele deu um forte abraço em Ceni. "Estamos juntos no mesmo barco. Os resultados no último mês ficaram longe do que gostaríamos, a gente sente pressão, mas precisamos conseguir uma sequência de vitórias para mudar isso", comentou.

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.