Daniel Augusto Jr./Ag. Corinthians
Daniel Augusto Jr./Ag. Corinthians

Machucado, Léo Príncipe evolui rapidamente no Corinthians; veja outros casos

Saiba a situação de Giovanni Augusto, Vilson, Pablo e mais desfalques

Nathalia Garcia, O Estado de S. Paulo

17 Maio 2017 | 07h00

Garantir a boa condição física de seus titulares é a prioridade do Corinthians na semana de preparação para o confronto com o Vitória, no domingo, pela segunda rodada do Campeonato Brasileiro. Preocupado com as baixas na equipe, o clube não quer perder mais atletas para o departamento médico. 

Na semana passada, Léo Príncipe sofreu um estiramento muscular no bíceps femural da coxa esquerda durante a partida contra o Universidad de Chile, em Santiago, pela Copa Sul-Americana. A estimativa para seu retorno aos gramados era de quatro a seis semanas, mas ela pode ser abreviada. "Léo fez uma reavaliação conosco, a lesão regrediu bastante. Possivelmente, ele reiniciará as atividades na semana que vem", projetou Julio Stancati, médico do Corinthians.

O resultado do exame de Pablo foi um alívio para o time alvinegro. Diante da Chapecoense na estreia no Brasileirão, o zagueiro sentiu uma fisgada na coxa direita e chegou a preocupar a comissão técnica. No entanto, a avaliação constatou que não se trata de uma lesão muscular e que o incômodo foi provocado por uma fibrose. Peça-chave no esquema defensivo de Fábio Carille, ele deve estar de volta à equipe contra o Atlético-GO, em duas semanas.

O caso de Giovanni Augusto foi muito mais grave. Em abril, durante a partida contra o Internacional pela Copa do Brasil, o meia sofreu uma lesão na cartilagem do tornozelo esquerdo e foi submetido a uma cirurgia. A previsão inicial de recuperação era de três meses. "Giovanni, na semana que vem, recomeça as atividades físicas. Evolução muito boa, está muito bem", afirmou o médico do clube. O atleta fez uma leve atividade ao lado do fisioterapeuta Caio Mello nesta terça-feira.

Quem levará um pouco mais de tempo para ficar à disposição de Fábio Carille é o zagueiro Vilson. Em março, o jogador passou por uma artroscopia no joelho esquerdo e ainda aguarda a liberação do departamento médico. "A gente tem de esperar mais uma semana. Ele fez uma cirurgia, está em fase final de recuperação e deve estar entregue ao departamento físico em mais uma semana", disse Stancati.

Além deles, Fellipe Bastos ficou fora da última atividade no CT Joaquim Grava depois de sentir dores na panturrilha direita e Moisés ainda se recupera de uma gripe, que o deixou internado no fim de semana. Já Danilo, que está recuperado de uma fratura na perna direita e já vinha treinando com o elenco, passou a terça-feira no laboratório de fisiologia do clube.

 

Mais conteúdo sobre:
Futebol Corinthians

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.