Georgi Licovski/EFE
Georgi Licovski/EFE

Manchester United controla jogo, bate o Ajax e fatura Liga Europa

Equipe inglesa conquista o título inédito com gols de Pogba e Mkhitaryan

Gabriel Melloni, Estadão Conteúdo

24 Maio 2017 | 17h46

Tida previamente como uma das grandes decisões da história da Liga Europa, a final desta temporada entre Ajax e Manchester United foi uma partida de um time só. Nesta quarta-feira, a equipe inglesa controlou o adversário ao longo dos 90 minutos e venceu por 2 a 0 na cidade de Solna, na Suécia, para faturar seu primeiro título da competição e garantir vaga na fase de grupos da próxima Liga dos Campeões.

Foi a vitória do pragmatismo do time de José Mourinho sobre a juventude do adversário. O gol de Pogba no início, aos 17 minutos, deu a tranquilidade que o Manchester precisava para se fechar e bloquear as ações do Ajax. Mkhitaryan marcou o segundo no começo da etapa final para acabar com qualquer chance de reação do rival, que sequer levou perigo ao goleiro Romero.

Falou mais alto a maior experiência e qualidade dos jogadores do Manchester. Se não tinha o lesionado Ibrahimovic, o time inglês viu Pogba ser um dos melhores em campo e, auxiliado por nomes como Mkhitaryan, Juan Mata e Ander Herrera, liderar a conquista de mais um título. Wayne Rooney ainda entrou nos últimos minutos para assumir a faixa de capitão e levantar a taça.

Trata-se também do ressurgimento do Manchester no cenário europeu. Em baixa desde a saída do técnico Alex Ferguson, o clube tinha o título da Liga dos Campeões de 2007/2008 como última conquista continental e de lá para cá, sequer brigou por novos troféus no Velho Continente.

Pesou contra o Ajax a juventude de sua equipe, uma das mais jovens a disputar uma decisão europeia. Com média de idade de 21,8 anos entre os jogadores que atuaram nesta quarta, o time holandês sentiu o peso do jogo e pouco incomodou o Manchester United, que já começou superior, indo para cima e chegando com perigo em duas oportunidades nos primeiros minutos.

O Ajax tentava se encontrar em campo, e quando parecia mais confortável, levou o primeiro gol. Aos 17 minutos, Mata tocou para trás e Fellaini acionou Pogba. O francês bateu próximo à meia-lua, um chute despretensioso, sem força nem direção. Mas a bola encontrou a canela de Sánchez e tomou o caminho do gol, matando o goleiro Onana.

O gol deixou os holandeses ainda mais assustados, e aos 23, quase que Valência marcou o segundo, em arrancada rápida pela direita que parou em boa defesa de Onana. Mas a partir daí, o cenário do jogo ficou bem definido. O Manchester entregava a bola para o adversário e se fechava na defesa para tentar matar o jogo nos contra-ataques.

A estratégia inglesa deu certo e deixou o confronto bastante morno. O Ajax tinha a bola e o domínio territorial até a intermediária, mas daí em diante, não conseguia avançar. Faltava aos holandeses movimentação e penetração pelas pontas, além de criatividade. Por outro lado, o Manchester se via confortável nesta situação, bem no estilo que Mourinho gosta.

A esperança do time de Amsterdã era de que o segundo tempo pudesse trazer novos rumos para a partida, mas aí veio o segundo gol do Manchester. Aos dois minutos, Mata cobrou escanteio, Smalling desviou de cabeça e Mkhitaryan, na frente do goleiro, finalizou para a rede.

Combalido, o Ajax sequer conseguia incomodar o Manchester, e para tentar mudar o cenário, o técnico Peter Bosz lançou a campo David Neres. Só que não deu certo e quem assustou mais uma vez foi o adversário. Aos 19, Fellaini subiu alto e cabeceou firme após cruzamento de Valencia, mas em cima de Onana.

Com o time holandês todo no ataque, o Manchester ainda teve a chance de fazer o terceiro em contra-ataque aos 42 minutos, mas Lingard ficou sem perna após arrancar do meio de campo sozinho e foi bloqueado por Sánchez. Não faria falta, porque o título já estava garantido.

FICHA TÉCNICA:

AJAX 0 X 2 MANCHESTER UNITED

AJAX - Onana; Veltman, Davinson Sánchez, De Ligt e Riedewald (Frenkie de Jong); Schöne (Van de Beek), Ziyech e Klaassen; Younes, Traoré e Dolberg (David Neres). Técnico: Peter Bosz.

MANCHESTER UNITED - Romero; Valencia, Samalling, Daley Blind e Darmian; Ander Herrera; Pogba, Fellaini, Juan Mata (Rooney) e Mkhitaryan (Lingard); Rashford (Martial). Técnico: José Mourinho.

GOLS - Pogba, aos 17 minutos do primeiro tempo. Mkhitaryan, aos dois minutos do segundo tempo.

ÁRBITRO - Damir Skomina (Fifa/Eslovênia).

CARTÕES AMARELOS - Veltman, Younes, Riedewald (Ajax); Mkhitaryan, Fellaini, Juan Mata (Manchester United).

LOCAL - Friends Arena, em Solna (Suécia).

Mais conteúdo sobre:
futebol Liga Europa Manchester United

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.