Darren Staples/Reuters
Darren Staples/Reuters

Manchester United segura empate com Celta e se garante na final da Liga Europa

Equipe inglesa não disputa uma final europeia desde 2011, quando perdeu para o Barcelona na Liga dos Campeões

Estadão Conteúdo

11 Maio 2017 | 18h20

O Manchester United está classificado à final da Liga Europa. Nesta quinta-feira, no Old Trafford, o time inglês segurou o empate por 1 a 1 com o espanhol Celta de Vigo e avançou à decisão graças ao resultado do jogo de ida das semifinais em que triunfou, mesmo como visitante, por 1 a 0.

Agora, em 24 de maio, o Manchester United vai buscar o seu segundo título nesta temporada - já levou a taça da Copa Liga Inglesa. E o seu rival em Solna, nos arredores de Estocolmo, será o holandês Ajax, que na outra semifinal passou pelo francês Lyon.

Além de valer um título, o jogo decisivo também pode valer ao Manchester United a classificação para a próxima edição da Liga dos Campeões da Europa da próxima temporada, algo que se tornou mais complicado através do Campeonato Inglês após a derrota para o Arsenal no último fim de semana. Agora o time ocupa apenas o sexto lugar - só os quatro primeiros garantem suas vagas.

Precisando reverter a vantagem do Manchester United, o Celta começou a partida no ataque, com maior controle da posse de bola, tentando pressionar o adversário, o que até rendeu algumas chances de gol, a principal delas aos três minutos, em uma linda jogada de Iago Aspas, que passou por Blind e finalizou para boa defesa de Romero.

Só que a estratégia surtiu efeito durante tempo restrito, tanto que o Manchester United começou a aproveitar os espaços para chegar com muito perigo à meta adversária. E abriu o placar aos 17 minutos, após um ótimo cruzamento de Rashford, completado de cabeça por Fellaini, um jogador constantemente questionado pelos torcedores do time inglês.

E a equipe ainda teve outras oportunidades para ampliar a sua vantagem, como aos 20 minutos, quando Mkhitaryan fez boa jogada, driblou dois marcadores e passou para Lingard, que foi travado no momento em que iria finalizar.

Porém, a postura ofensiva do Celta ainda lhe rendeu algumas oportunidades, como em uma finalização de fora da área de Hernández, aos 26, e em um cabeceio de Weiss após cruzamento de Sisto, aos 41 minutos. Só que em ambos os lances, os jogadores não acertaram a meta adversária.

No segundo tempo, os times fizeram um jogo franco, a ponto de o Celta ter assustado o Manchester United logo no minuto inicial e o time da casa ter respondido praticamente na sequência, quando Mkhitaryan só não fez 2 a 0 porque Álvarez fez grande defesa.

Com boa troca de passes, o Celta eventualmente chegava com perigo, como em uma bela jogada aos 13 minutos, que terminou com chute de Guidetti para fora. Mas a qualidade técnica do Manchester United se sobrepunha, como se viu em uma linda jogada individual de Rashford, aos 19 minutos, que parou em Álvarez. E o goleiro voltou a trabalhar aos 23, em grande defesa após finalização de Fellaini.

Nos 20 minutos finais do jogo, o Celta esboçou uma pressão. O time chegou com perigo em um chute de fora da área de Jozabed, aos 26. E aos 29, Guidetti desperdiçou uma chance incrível de cabeça.

Aí, quando a vitória do Manchester parecia definida, o Celta arrancou o empate aos 40 minutos, com Roncaglia, que completou para as redes um cruzamento de Bongonda. O jogo esquentou e cada time teve um jogador expulso - Bailly e Roncaglia -, que trocaram agressões.

Com dez jogadores de cada lado, o Manchester conseguiu travar o Celta nos últimos instantes. Até que no lance final, após um chutão da intermediária, o time espanhol teve grande chance para garantir a sua classificação, mas viu Guidetti não conseguir finalizar. Assim, mesmo com um grande susto, foi o Manchester United quem se classificou à final da Liga Europa.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.