Hélvio Romero/AE
Hélvio Romero/AE

Mano Menezes decide mudar esquema tático do Corinthians

Após perder jogadores, treinador deixa o 4-3-3 de lado para apostar no 4-4-2, com mais um homem no meio

Fábio Hecico, O Estado de S. Paulo

07 Agosto 2009 | 18h49

O corintiano "ganhará" um novo time a partir de domingo, diante do Flamengo, no Maracanã. Mas nada de reforços. A grande mudança será no esquema tático. Com a negociação de André Santos, Cristian e Douglas, a equipe do Corinthians perdeu o encanto apresentado nas conquistas do Paulistão e da Copa do Brasil, ficando fragilizada na defesa e inoperante no ataque. Dessa maneira, o 4-3-3 está abolido momentaneamente pelo técnico Mano Menezes. Dará lugar ao 4-4-2, com a entrada de mais um jogador de meio de campo.

 

Veja também:

linkLucas admite que pode reforçar o Corinthians

linkAlessandro fica duas semanas afastado

especialMASCOTES - Baixe o papel de parede do seu time

especialVisite o canal especial do Brasileirão

Brasileirão 2009 - lista Tabela | tabela Classificação

especialDê seu palpite no Bolão Vip do Limão

 

"Vamos ter de virar a página do André Santos e do Cristian, que não fazem mais parte do grupo. Nos dois últimos jogos já tivemos uma produção boa, agora vamos buscar encontrar soluções com mais eficácia", decretou o técnico Mano Menezes, dizendo já ter resolvido um dos problemas do time corintiano. "Na verdade, a questão defensiva, que por dois ou três jogos nos preocupou bastante, como diante de Grêmio e Sport, já conseguimos resolver. Nossa equipe até não vem cedendo tantas oportunidades para os adversários."

 

Agora, o trabalho de Mano Menezes é para melhorar o ataque. "A preocupação é com a armação de jogadas. Não adianta ter três atacantes para tentarmos ser ofensivos, se estamos com dificuldades de levar a bola até eles. Vou tentar encontrar um jogador que possa fazer armação com Edu e Elias", explicou o treinador, ao anunciar a mudança no esquema tático do time.

 

A ausência do atacante Jorge Henrique, que está suspenso, além das contusões de Ronaldo (volta só em setembro) e Souza (passará 15 dias tratando de uma lesão no joelho direito), ajudará o treinador na mudança que deve ser uma tônica já para a Libertadores de 2010, na qual o esquema tático será mais cauteloso do que o 4-3-3 utilizado no primeiro semestre.

 

Diante do Flamengo, o ataque corintiano será formado por Dentinho e Henrique, formando a 12.ª escalação diferente do setor ofensivo em 18 rodadas do Brasileirão. Na teoria, os volantes Boquita e Moradei disputam a vaga de Jorge Henrique. Mas Mano Menezes pode surpreender e entrar com o garoto Jadson. Ele, no entanto, preferiu fazer mistério, fazendo até um treino secreto na tarde desta sexta-feira, no CT do Parque Ecológico do Tietê.

 

"Nos últimos jogos temos sentido mais dificuldade com a ausência do Ronaldo do que dos outros que saíram. Estamos chegando para a definição e não colocando a bola para dentro. Se ele estivesse em campo, estaríamos fazendo os gols. Por isso que vamos mudar um pouco, colocar jogadores para definir que venham de trás", disse Mano Menezes, irritado com o alto número de oportunidades desperdiçadas - o Corinthians só fez um gol nos últimos quatro jogos, marcado pelo zagueiro Chicão, de pênalti.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.