Mano Menezes minimiza invencibilidade e pede Cruzeiro focado no Mineiro

Treinador prepara equipe para enfrentar a Tombense

Estadao Conteudo

17 Março 2017 | 16h10

Mano Menezes comandou um treino nesta sexta-feira e seguiu a preparação para o duelo contra o Tombense, domingo, no Mineirão, pelo Campeonato Mineiro. E, embora o Cruzeiro tenha um importante desempenho no ano, no qual ainda não perdeu uma partida, o treinador minimizou a invencibilidade e pediu atenção ao elenco.

Somando o Mineiro, a Primeira Liga e a Copa do Brasil, o Cruzeiro totaliza 13 jogos em 2017, somando 12 vitórias e um empate. "Não tem como valorizar isso além do que deve. É bom ter essa invencibilidade, naturalmente vamos lutar para mantê-la, não como objetivo primeiro, mas porque é objetivo de cada jogo entrar para vencer", comentou.

Na avaliação do técnico, os jogadores precisam esquecer os números e manter o foco apenas no Tombense. "Se formos melhores que o adversário, vai continuar. É o caminho, mas temos que pensar só no Tombense, um adversário qualificado", acrescentou. "Se fizermos bem feito, podemos conquistar uma nova vitória."

Apesar dos bons resultados, Mano ponderou que ainda é início de temporada. Assim, ele espera que o Cruzeiro evolua nos próximos meses. "Ainda é uma equipe em evolução, é bom sempre deixar claro disso. Três meses é relativamente pouco em uma equipe mexida e relativamente nova pelo jeito de jogar. Temos que padronizar algumas questões, fazer alguns jogos bem feitos. A equipe não levou gols nos últimos quatro jogos, mas em alguns momentos o Rafael teve que brilhar", avaliou.

Embora confiante na evolução do invicto Cruzeiro, o treinador destacou um fator que pode atrapalhá-lo na organização do time: o excesso de jogos. "A sequência de jogos tira um pouco o treinamento mais qualificado", lamentou. "Mas, como temos equipe definida, a gente pode recuperar isso. Temos criado bastante e podemos melhorar um pouco essa nossa definição. Vamos conduzir isso nas próximas semanas."

Mais conteúdo sobre:
Cruzeiro futebol Cruzeiro Mano Menezes

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.