1. Usuário
Assine o Estadão
assine
  • Comentar
  • A+ A-
  • Imprimir
  • E-mail

Mantido na zaga, Marlon exalta concorrência por vaga no Fluminense

- Atualizado: 09 Fevereiro 2016 | 11h 19

O técnico Eduardo Baptista ainda busca a formação ideal do Fluminense, mas a manutenção de Marlon Santos como titular da zaga parece definida. Após atuar ao lado de Renato Chaves no triunfo sobre o Bonsucesso, agora ele deverá ter a companhia de Henrique diante do Madureira, na próxima quinta-feira, e exalta a concorrência por uma vaga no sistema defensivo.

"O time do Fluminense tem seis grandes zagueiros. A disputa no grupo é muito boa, sadia e só quem tem a vencer com isso é o time. Mas independentemente de quem vier a formar a zaga, o importante é ter um sistema defensivo forte. É preciso manter a regularidade. O jogo coletivo é o mais importante", afirmou.

Promessa das divisões de base do Fluminense, Marlon, de apenas 20 anos, tem a companhia no time de jogadores experientes, como Pierre e Cícero, que serão os principais responsáveis por proteger os defensores. E ele destaca que eles são importantes para o seu desenvolvimento profissional.

"É um prazer jogar ao lado de jogadores experientes. Também é muito bom o que está acontecendo comigo porque estou procurando aprender com eles, saber o que passaram no futebol. Quero estar perto, ouvir o que eles têm para ensinar. Fico muito feliz por trabalhar ao lado de atletas tão conceituados e rodados. São jogadores de muita qualidade", disse.

Comentários

Aviso: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Estadão.
É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O Estadão poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os criterios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema proposto.

Você pode digitar 600 caracteres.

Mais em EsportesX