Marcos Brindicci/Reuters
Marcos Brindicci/Reuters

Maradona diz que vaga na Copa 'manteve respeito do mundo pela Argentina'

Ídolo do país comemora classificação para o Mundial da Rússia, mas evita fazer elogios a Messi

Estadão Conteúdo

11 Outubro 2017 | 20h50

Maior ídolo argentino de todos os tempos, Diego Maradona utilizou as redes sociais para comemorar a classificação da seleção nacional à Copa do Mundo da Rússia, no ano que vem. Um dia depois da vitória por 3 a 1 sobre o Equador, em Quito, o craque celebrou que o vexame não tenha se confirmado.

+ Antero Greco - Cristiano e Messi dentro

+ 'A Argentina vai ser outra', promete Messi após classificação para a Copa

Em meio a uma relação de amor e ódio com diversos dos principais jogadores do país, Maradona não citou nomes, apenas exaltou em sua página no Instagram nesta quarta-feira: "Estou muito contente porque seguimos mantendo o respeito do mundo pela seleção azul e branca!".

 

Estoy muy contento porque seguimos manteniendo el respeto del mundo a la celeste y blanca!

Uma publicação compartilhada por The Official Diego Maradona (@_diegomaradona_10) em

Maradona preferiu não fazer qualquer elogio em particular a Messi. O craque do Barcelona foi o responsável por afastar a possibilidade de uma inesperada eliminação precoce da Argentina e definiu a classificação ao marcar os três gols do confronto. Por isso, foi reconhecido por outros dos maiores ídolos do país, como Mario Kempes.

"Foi mais sofrido do que o normal, mas é certo que a Argentina fez uma partida decente ontem (terça-feira). Ter o melhor jogador do mundo é algo a mais. Messi demonstrou que nos momentos mais importantes, quando mais se necessita, ele aparece", declarou à Rádio Máxima o campeão mundial de 1978.

A Argentina chegou à última rodada das Eliminatórias dependendo de uma vitória para seguir viva na briga pelo passaporte ao Mundial. E desfalcada de Sergio Agüero, que se recupera de um acidente automobilístico. Mesmo de longe, porém, o atacante do Manchester City celebrou. "Nós nunca deixamos de acreditar. Vamos Argentina!", escreveu no Instagram.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.