1. Usuário
Assine o Estadão
assine
  • Comentar
  • A+ A-
  • Imprimir
  • E-mail

Marcelo Oliveira aponta Palmeiras 'preso' contra o Nacional-URU

- Atualizado: 24 Janeiro 2016 | 12h 46

Alviverde foi derrotado nos pênaltis após empate sem gols

O técnico Marcelo Oliveira admitiu não ter ficado satisfeito com a atuação do Palmeiras no empate por 0 a 0 com o Nacional, do Uruguai, que ficou com o título da Copa Antel após vencer a definição do confronto na disputa de pênaltis. Para o treinador, o seu time teve desempenho instável, especialmente no primeiro tempo, quando parecia estar "travado" em campo.

"Estamos cumprindo etapas de preparação. Os jogos foram marcados e era importante vir e fazer o melhor. Não posso dizer que fiquei satisfeito com o jogo, pois senti o time preso, principalmente no primeiro tempo. O adversário esteve mais com a bola, mas não trouxe muito perigo ao nosso gol, tanto que as melhores chances foram nossas. Fizemos pouco dentro daquilo que esperávamos. Mas é um processo, em uma semana de trabalho podemos modificar muito. Temos qualidade e trabalharemos muito", afirmou.

Na Copa Antel, o Palmeiras venceu o paraguaio Libertad por 2 a 0, mas acabou caindo para o Nacional. Marcelo avaliou que os confrontos e até a disputa de pênaltis contra o time uruguaio foram uma amostra interessante do que o time terá pela frente na Copa Libertadores.

Marcelo Oliveira aproveitou torneio no Uruguai para fazer testes na equipe

Marcelo Oliveira aproveitou torneio no Uruguai para fazer testes na equipe

"Nós enfrentamos uma escola distinta da nossa, um futebol diferente. É um clima igual ao que encontraremos na Libertadores, e até as penalidades máximas foi um aspecto proveitoso. Mais importante do que isso é o processo de fazer experiências e testar jogadores. Sabemos que alguns jogadores estão abaixo e podem render mais", disse.

Apesar de ressaltar que o Palmeiras ainda tem muito a evoluir, Marcelo elogiou o rendimento do sistema defensivo, que não foi vazado nas duas partidas que disputou no Uruguai.

"Tem aspectos que podem melhorar, mas alguns estão bons. Não levamos nenhum gol nestes dois jogos, o Prass não esteve cara a cara com o adversário, houve chutes esporádicos de fora da área. Com a semana de trabalho, iremos melhorar a dinâmica do time e a movimentação, e tenho certeza de que estrearemos bem no Paulista", declarou.

O elenco do Palmeiras volta neste domingo ao Brasil e vai folgar na segunda-feira. Na terça, o time retoma a preparação para a estreia no Campeonato Paulista, no próximo domingo, diante do Botafogo, em Ribeirão Preto.

Palmeiras em 2016
JF Diorio/Estadão
Palmeiras em 2016

Gabriel Jesus comandou mais uma vitória do Palmeiras no jogo contra o Figueirense. Com os dois gols marcados, ele assumiu a artilharia do Brasileirão

Comentários

Aviso: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Estadão.
É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O Estadão poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os criterios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema proposto.

Você pode digitar 600 caracteres.

Mais em EsportesX