1. Usuário
Assine o Estadão
assine

Copa 2014

Marcelo se apresenta e goleiros fazem trabalhos em campo na Granja Comary

Robson Morelli, enviado especial - O Estado de S. Paulo

27 Maio 2014 | 11h 21

Felipão foi para Porto Alegre acompanhar o enterro do cunhado e não comandou a atividade

TERESÓPOLIS - Mesmo com a ausência de Felipão, que teve de deixar às pressas a Granja Comary por causa do falecimento do seu cunhado, irmão de Dona Olga, sua mulher, a seleção brasileira deu início aos primeiros trabalhos de campo. Os goleiros Julio Cesar, Jefferson e Victor deixaram a academia para ganhar o campo.

O trio treinou por mais de uma hora no gol bem próximo ao complexo esportivo da Granja, do lado oposto de onde ficam os jornalistas. Carlos Pracidelli comandou o trabalho.

Julio Cesar tem a confiança de Felipão e dos companheiros. O goleiro titular do Brasil é um dos mais experientes e, além de fechar o gol, tem a missão comandar os mais jovens. Julio ainda terá a chance de se redimir do fracasso de quatro anos atrás, na partida contra a Holanda na África do Sul. Ele falhou num dos gols do time holandês na derrota que custou a eliminação do time de Dunga da competição.

A desconfiança daquela partida, aliada a um contrato ruim de trabalho, no time do Toronto, coloca o goleiro no Brasil na mira dos torcedores, embora ele tenha feito boa apresentação na Copa das Confederações, quando defendeu até um pênalti na partida diante do Uruguai.

A movimentação dos goleiros na manhã desta terça abre o trabalho de campo da seleção. Nesta quarta, já sob o comando de Felipão, o Brasil deverá fazer suas primeiras movimentações em campo. O gramado do campo principal da Granja Comary foi devidamente aparado para que nada dê errado. O time também terá de driblar a neblina do local, que por vezes deixa a Granja nas nuvens e sem visibilidade.

Quem também deu as caras na manhã desta terça em Teresópolis foi o lateral Marcelo, vindo da Espanha, após festejar a taça da Liga dos Campeões com o Real Madrid. O jogador chegou por volta das 11h30, já vestiu o uniforme da seleção e se juntou aos companheiros. O Brasil, apesar da ausência sentida de Felipão, está completo.

Copa 2014