Mário Sérgio pode assumir São Caetano

Depois da demissão do técnico Jair Picerni que perdeu o título da Copa Libertadores da América, a diretoria do São Caetano está prestes a causar mais polêmica na escolha do novo treinador. O acerto com Mário Sérgio está bem adiantado e ele pode ser apresentado à equipe na terça-feira cedo, quando os jogadores iniciam os preparativos visando o Campeonato Brasileiro. Os dirigentes do São Caetano passaram o domingo fugindo da imprensa e das explicações. Mas já conversaram com Mário Sérgio sábado, quando vários detalhes foram tratados. O provável técnico confirmou os contatos, neste domingo. "Realmente conversei com os dirigentes. Mas para mim, só está tudo certo quando existe um documento, além de outros detalhes importantes", disse. Mário Sérgio surgiu como opção depois da recusa de Geninho, que preferiu continuar no Atlético Mineiro, e ganhou força frente a outros nomes que eram cotados para o cargo, como Nelsinho Batista, Giba e Candinho. Com 52 anos, Mário Sérgio tem se dividido entre dirigir times e trabalhar como comentarista esportivo na TV Bandeirantes. Em 2001, Mário Sérgio montou o time campeão brasileiro do Atlético Paranaense, mas deixou o clube no meio da competição, com Geninho sagrando-se campeão e ficando com os louros da conquista. Como treinador teve sua primeira experiência em 1991 comandando o Vitória-BA, mas seu melhor trabalho foi em 1993 dirigindo o Corinthians, além de ter treinado o São Paulo. Como jogador, Mário Sérgio desfilava talento e defendeu grandes clubes como Flamengo-RJ, Vitória-BA, Fluminense-RJ, Botafogo-RJ, Boca Juniores, Inter-RS, São Paulo, Ponte Preta, Grêmio-RS, Palmeiras, Botafogo e Bahia-BA.

Agencia Estado,

04 Agosto 2002 | 15h57

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.