Marques é a atração do Atlético-MG

Há 31 anos na fila e em meio a uma rígida política de austeridade financeira, o Atlético-MG busca o seu segundo título brasileiro com um grupo bastante renovado em relação ao ano passado, quando chegou às semifinais, sendo batido pelo São Caetano. Depois de perder jogadores importantes que fizeram parte da campanha de 2001, como Valdo e o zagueiro Álvaro, o Galo não terá na edição deste ano do Campeonato Brasileiro o volante pentacampeão do mundo, Gilberto Silva, que foi vendido para o Arsenal. Já o artilheiro Guilherme trocou o alvinegro mineiro pelo Corinthians, depois que a diretoria estipulou um teto salarial máximo de R$ 50 mil no clube. Primeiro campeão nacional, em 1971 o clube conseguiu segurar no elenco o atacante Marques, maior ídolo da torcida, que formará dupla de ataque com Renaldo. O meia Alexandre e o lateral Cicinho, que estavam emprestados ao Botafogo, retornaram. Entre as contratações, destaque para o zagueiro Batata, ex-Corinthians. Como forma de se adequar à nova realidade do futebol brasileiro, alguns jogadores do júnior foram promovidos ao time profissional. No gol, a aposta é em Edmar, que terá a missão de substituir Velloso, que foi obrigado a se submeter a uma cirurgia no ombro esquerdo e só deverá voltar aos gramados em novembro. Outros reforços poderão vir, mas apenas para a segunda rodada da competição, já que venceu na última quarta-feira o prazo de inscrição de jogadores à CBF para a rodada deste final de semana. A diretoria tenta a contratação de um meia-ofensivo. No primeiro semestre, o time alvinegro não foi bem na disputa da Copa Sul-Minas e do Supercampeonato Mineiro. A eliminação para o Brasiliense nas semi-finais da Copa do Brasil e o ambiente tumultuado entre os jogadores levou à queda do técnico Levir Culpi, que foi substituído por Geninho. O treinador, atual campeão brasileiro, estreou no comando do time mineiro sem sucesso, na Copa dos Campeões. Time-base: Edmar; Nem, Batata e Edgar; Mancine, Ronildo, Élcio Paulinho (Leonardo Oliveira) e Alexandre; Renaldo e Marques. Técnico: Geninho.

Agencia Estado,

09 Agosto 2002 | 11h37

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.