1. Usuário
Assine o Estadão
assine
Copa 2014

Máscaras de Neymar fazem sucesso antes de semifinal da Copa

Vítor Marques - enviado especial a Belo Horizonte - O Estado de S. Paulo

08 Julho 2014 | 16h 14

Torcedores e fãs querem homenagear o atacante que está fora da Copa, após lesionar a coluna durante partida contra Colômbia

Os momentos que antecedem a semifinal da Copa do Mundo entre Brasil e Alemanha, nesta terça-feira, no estádio do Mineirão, em Belo Horizonte, são marcados pela onipresença de Neymar - as suas máscaras estão em todos os lugares - e pelas provocações aos argentinos, simbolizada no novo canto do torcedor brasileiro.

A campanha que surgiu pela internet #SomosTodosNeymar deu certo. Os torcedores chegam ao estádio com máscaras do atacante da seleção brasileira e com mensagens de apoio ao jogador, que se recupera de uma lesão na coluna (uma fratura na terceira vértebra) sofrida nas quartas de final contra a Colômbia.

O atacante vai assistir ao jogo de sua casa, no Guarujá (SP). Na manhã desta terça, ele publicou uma mensagem de agradecimento nas redes sociais e disse que gostaria de assistir à final do banco de reservas do Maracanã no domingo, caso o Brasil se classifique.

Natacha Pisarenko/ AP Photo
O jogador acompanhou a partida em casa, no Guarujá

Já a busca frenética dos torcedores brasileiros por uma "música da Copa" parece que funcionou. Uma delas enfim pegou. E claro ela alfineta a Argentina: "Mil gols, mil gols, mil gols, mil gols, Só Pelé, só Pelé, Maradona cheirador". Basta juntar um grupo de brasileiros para eles cantarem o que é uma resposta ao "Brasil decime que se siente" dos argentinos.

Copa 2014