1. Usuário
Assine o Estadão
assine
  • Comentar
  • A+ A-
  • Imprimir
  • E-mail

Melhorar finalização é o desafio de Tite para Libertadores

- Atualizado: 29 Fevereiro 2016 | 07h 49

Contra o Oeste, Corinthians teve só quatro acertos em 17 tentativas

O técnico Tite está preocupado com a quantidade de chances desperdiçadas pelo Corinthians. Logo após a vitória sofrida sobre o Oeste, no sábado, com o gol de Rodriguinho aos 46 minutos do segundo tempo, o treinador apresentou os levantamentos do desempenho corintiano.

Contra o São Bento, quarta-feira passada, o Corinthians teve apenas duas finalizações certas em 17 tentativas. Contra o Oeste, quatro acertos também em 17 tentativas. 

Corinthians em 2016
Marcio Fernandes|Estadão
Corinthians encerra jejum e bate Ponte Preta em casa por 3 a 0

 

"O índice é muito baixo. Daqui a pouco é preciso ter menos finalizações, mas mais precisas. Efetividade é uma condição do jogo. Entrosamento é outra condição do jogo. Ritmo dos atletas, retomada, outra condição. Aspecto físico de alguns, também", ressaltou o técnico.

Para o jogo desta quarta-feira, contra o Independiente Santa Fe, o treinador prevê dificuldades diante de um rival "cascudo", como ele mesmo define. "Cada jogo é um teste diferente; cada treino é um teste. É um outro torneio, diferente, com novas dificuldades", disse o técnico Tite. "O que posso dizer é que o time é um gelo", comparou, referindo-se ao fato de os colombianos suportarem a pressão fora de casa.

Comentários

Aviso: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Estadão.
É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O Estadão poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os criterios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema proposto.

Você pode digitar 600 caracteres.

Mais em EsportesX