1. Usuário
Assine o Estadão
assine


Membros da Fifa rejeitam propostas de limites de mandatos e idade para dirigentes

ANDREW DOWNIE - REUTERS

11 Junho 2014 | 18h 26

As 209 associações que fazem parte da Fifa rejeitaram as propostas para introduzir limites de idade e de mandatos a seus dirigentes eleitos, durante Congresso da entidade que comanda o futebol mundial, nesta quarta-feira.

Os membros tiveram que aprovar ou rejeitar as ideias e uma maioria votou contra ambas. A Fifa não forneceu o placar exato da votação.

Os representantes votaram levantando cartazes verdes ou vermelhos, porque o sistema de votação eletrônica não estava funcionando.

A Uefa, que cuida do futebol na Europa, foi a única das seis confederações regionais a favor das propostas, mas muitos dos representantes classificaram as ideias de injustas e restritivas.

"Somos completamente contra estas mudanças", disse sob aplausos da audiência o presidente da Federação de Futebol do Haiti, Yves Jean Bart. "Estamos trabalhando em um sistema democrático e é esse sistema que precisa prevalecer."

O presidente da Fifa, Joseph Blatter, que tinha dito originalmente que seu atual mandato que termina no ano que vem seria o último, vem indicando que está pronto para buscar o sexto mandato seguido.

O suíço está à frente da Fifa desde 1998.