Mauro Pimentel/AFP
Mauro Pimentel/AFP

Mesmo cortado por lesão, Thiago Silva permanecerá com a seleção

Jogador pediu para continuar com o grupo para o jogo com o Chile, na terça-feira, em São Paulo

Leandro Silveira, Estadão Conteúdo

06 Outubro 2017 | 19h54

O zagueiro Thiago Silva foi cortado da seleção brasileira para o duelo da próxima terça-feira contra o Chile, no Allianz Parque, por causa de uma lesão muscular, mas não retornará imediatamente ao Paris Saint-Germain e seguirá com o grupo dirigido por Tite até a próxima terça-feira, dia do jogo válido pela rodada final das Eliminatórias Sul-Americanas para a Copa do Mundo.

+ Com chance de ser titular, Ederson quer dar 'passo' para a Copa

+ Alex Sandro admite forte concorrência por vaga de lateral na seleção

+ Seleção faz treino leve e quarteto titular 'brinca' no CT do São Paulo

Thiago Silva, que havia recebido uma oportunidade entre os titulares da seleção no duelo com a Bolívia, se lesionou ainda no primeiro tempo do confronto, sendo substituído por Marquinhos. Nesta sexta, após a chegada da seleção a São Paulo, ele foi submetido a exames médicos que detectaram uma lesão muscular na coxa direita, o que o impedirá de ser aproveitado contra o Chile.

Apesar disso, Thiago Silva pediu para permanecer com o grupo da seleção até o jogo da próxima terça-feira, tendo a sua solicitação aceita por Tite. Assim, ele iniciou o tratamento da lesão nesta sexta-feira, no CT do São Paulo na Barra Funda, onde a seleção fez um treino leve.

A gravidade do problema de Thiago Silva não foi revelada, por isso não é possível prever quando o zagueiro poderá voltar a atuar pelo Paris Saint-Germain - o próximo duelo da sua equipe será em 14 de outubro, quando visitará o Dijon, pelo Campeonato Francês.

Sem Thiago Silva, Tite convocou Rodrigo Caio, do São Paulo, para completar o quarteto de zagueiros da seleção disponíveis para o jogo contra o Chile. O mais provável é de que o treinador escale Miranda e Marquinhos como titulares na terça-feira. Jemerson é o outro zagueiro convocado pelo técnico do Brasil.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.