Cesar Greco/Ag. Palmeiras/Divulgação
Cesar Greco/Ag. Palmeiras/Divulgação

Michel Bastos pede para ser titular no Palmeiras: 'Ser reserva é algo novo'

Meia afirma que jamais passou por isso na carreira e que topa ser escalado em outra posição para poder ter ritmo de jogo

Ciro Campos, O Estado de S. Paulo

16 Julho 2017 | 15h00

O meia Michel Bastos, do Palmeiras, entrou no segundo tempo, deu passe para o gol e se destacou nos 4 a 2 do time sobre o Vitória, neste domingo, pelo Campeonato Brasileiro. A boa atuação permitiu ao jogador fazer um apelo no fim da partida, ao dizer que não está acostumado na carreira a ser reserva e pedir para ganhar espaço na formação titular, não importa em qual posição seja.

"Eu abro mão (da posição) para jogar. Eu quero é jogar, não importa onde. Em 16 anos de carreira é uma situação nova para mim, de reserva e muitas vezes não ser utilizado ou nem relacionado. Mas respeito a escolha do treinador. Para mim tem sido difícil", afirmou o jogador na saída de campo. Michel Bastos atuou em 29 das 40 partidas do time nesta temporada.

O ex-são-paulino entrou contra o Vitória na vaga do meia venezuelano Guerra, deu passe para o segundo gol de Dudu e disse merecer mais chances. "Em uma situação como a minha, eu não posso exigir muita coisa. Onde o Cuca me colocar, eu vou dar o melhor", afirmou. Michel Bastos tem entrado no time como meia, porém já foi volante, ponta e lateral-esquerdo, posição em que jogou como titular Copa de 2010 pela seleção brasileira.

Cuca contou que nos treinos tem testado Michel Bastos como lateral-esquerdo, pois Zé Roberto, titular da função no ano passado, pediu para atuar no meio-campo. "Tenho trabalhado com o Michel na lateral, para avaliar se está melhor do que o Egídio. O jogo com o Vitória exigiu outras situações, por isso tive outra escolha. Mas muito em breve ele pode ter oportunidade", afirmou.

Para a posição de lateral-esquerdo, o elenco também conta com o zagueiro Juninho. O defensor ex-Coritiba pode também atuar no setor, porém Cuca considera que ele tenha mais condições de atuar caso a postura do Palmeiras tenha que ser mais defensiva. Para o lado direito, o time terá em breve o retorno de Jean, em fase final de recuperação de dores no joelho.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.