Cesar Greco/Ag. Palmeiras
Cesar Greco/Ag. Palmeiras

Michel Bastos se diz surpreso por estar em 'lista de dispensa' de organizada

Mancha Alviverde pediu que alguns jogadores deixassem o clube em protesto no domingo

Gonçalo Junior, Estadão Conteúdo

14 Novembro 2017 | 17h14

O meia Michel Bastos confessou ter ficado surpreso com a presença do seu nome em uma "lista de dispensa" preparada por torcedores organizados do Palmeiras na semana passada. A lista fez parte das ações de protesto contra o mau momento do time, que não tem mais chances de título no Campeonato Brasileiro.

+ Após pedido da torcida, Felipe Melo recupera espaço no Palmeiras

+ Palmeirense Borja faz dois e Colômbia goleia China em amistoso

"Me surpreendeu estar nessa lista, sim. Acho que pelo fato de não ter conseguido mostrar meu futebol. Mas essas mesmas pessoas que estão pedindo minha saída estão se precipitando. Dentro de campo, eu vou poder mostrar. Minha intenção é ficar para o ano que vem. Caso o Alberto me dê uma sequência, vou mostrar que tenho condições", afirmou o jogador de 34 anos em entrevista coletiva na tarde desta terça-feira na Academia de Futebol. "Não cogitei sair do clube ou que alguém tivesse pedido minha saída. Mas isso não abalou porque confio no meu futebol", completou.

A lista de dispensa da Mancha Alviverde trazia o lateral-direito Fabiano, o lateral-esquerdo Egídio, os zagueiros Juninho, Antonio Carlos e Luan, os volantes Bruno Henrique e Arouca, o meia Michel Bastos e os atacantes Róger Guedes, Erik e Deyverson, além do técnico Alberto Valentim e o diretor de futebol Alexandre Mattos.

Pelo segundo ano seguido, Michel Bastos sofre com a pressão da torcida. No ano passado, quando atuava pelo São Paulo, chegou a ser agredido por torcedores que invadiram o CT da Barra Funda.

"Saí no ano passado com grande possibilidade de até parar de jogar. Estou num momento da minha vida em que tenho preferências e em primeiro lugar está minha família. Depois disso, acabei vindo para um dos melhores clubes do Brasil. Estou feliz. Joguei pouco, mas lesões me atrapalharam e também temos de respeitar a opinião do treinador", disse Michel Bastos, que atuou em 14 jogos no Campeonato Brasileiro.

Michel Bastos deve ser mantido como titular na próxima partida, quinta-feira, diante do Sport, no Allianz Parque. Egídio, que está de volta aos treinamentos depois de ter sido liberado para resolver problemas particulares em Belo Horizonte, e Zé Roberto são as outras opções do técnico Alberto Valentim.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.