Darren Staples/Reuters
Darren Staples/Reuters

Milan ganha do Cagliari pelo Italiano com ajuda da arbitragem

Vitória por 3 a 1 no San Siro é definida com pênalti inexistente no fim

Estadão Conteúdo

21 Março 2015 | 19h29

O Milan voltou a apresentar neste sábado um futebol bem abaixo das expectativas no Campeonato Italiano. Mas a equipe de Filippo Inzaghi conseguiu aproveitar suas chances, além de contar com a ajuda da arbitragem, para vencer o Cagliari no San Siro, em Milão, por 3 a 1, no início da 28ª rodada do Italiano. Com a vitória, a equipe milanesa chegou provisoriamente ao sétimo lugar, com 38 pontos. O Cagliari continua na zona de rebaixamento, com 21. No outro jogo de sábado pela rodada, o Chievo Verona bateu o Palermo em casa por 1 a 0 e aumentou sua distância para a zona da degola.

A equipe de Milão começou a partida pressionada por quase um mês sem vitórias no Italiano. O último triunfo tinha sido diante do Cesena, na 24ª rodada, por 2 a 0, em 22 de fevereiro. O técnico Filippo Inzaghi poderia perder o cargo caso ocorresse a derrota. E o que se viu no San Siro foi uma equipe tensa desde o início, com dificuldades para a armação de jogadas e sempre com problemas nas finalizações. Mas parecia que o dia era do Milan. Aos 21 minutos de jogo, na primeira jogada de perigo real, o francês Menez entrou com a bola dominada na área em jogada rápida pela esquerda e arriscou o chute cruzado. O goleiro sérvio Brkic acompanhou o chute com o famoso golpe de vista e viu a bola morrer no fundo das redes.

Com a vantagem, os anfitriões se sentiram mais confiantes e até criaram jogadas perigosas, ameaçando a meta do Cagliari em várias oportunidades. Mas o segundo gol não saiu e as equipes foram para o vestiário.

Na volta do intervalo, o Milan repetiu um erro comum de outras partidas. A falta de concentração levou a equipe da casa a sofrer o empate logo aos dois minutos do segundo tempo. Em jogada de contra-ataque, que contou com a desatenção milanesa, o atacante Farias saiu na frente de Mexes na entrada da área. O jogador do Cagliari mostrou talento e deixou o zagueiro Mexes no chão para fazer um golaço e igualar o marcador.

O roteiro estava pronto para mais uma derrota decepcionante do Milan e mais críticas à direção, ao técnico e aos jogadores. Mas a sequência da partida reservou uma jogada inusitada. Em escanteio para o time da casa, dois minutos depois, o próprio Mexes, que tinha sofrido o drible do gol de Farias, acertou um belo chute na cobrança de escanteio de primeira e fez mais um golaço no San Siro.

Em vantagem novamente, o Milan sofreu mais uma vez a forte pressão do adversário em seus próprios domínios. Mas o Cagliari não conseguiu marcar seu gol. E ainda viu uma jogada polêmica alterar os rumos do duelo. Em um contra-ataque milanês, aos 33, Cerci recebeu na entrada da área e driblou Cepitelli. O zagueiro do Cagliari fez a falta, fora da área. O juiz Paolo Tagliavento marcou pênalti, mesmo consultando o bandeirinha, que confirmou a marcação. Menez converteu e fez seu segundo na partida. O Cagliari tentou diminuir, mas não conseguiu alterar o placar.

CHIEVO VERONA VENCE PALERMO
Em Verona, o Chievo aproveitou o fator casa e bateu o Palermo para escapar ainda mais da zona da degola. Paloschi marcou aos 35 minutos da etapa inicial para definir a vitória do time da casa, que agora tem 32 pontos e está em 14º ligar. O Palermo continua em 11º lugar, com 35 pontos.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.