Luca Bruno / AP Photo
Luca Bruno / AP Photo

Milan renova com técnico Montella até 2019 e adquire zagueiro argentino

Após ser comprado por consórcio chinês, time espera começar uma nova fase

Estadão Conteúdo

30 Maio 2017 | 12h34

O técnico Vicenzo Montella renovou, nesta terça-feira, seu contrato com o Milan por mais um ano, até o final da temporada 2018/2019, ao mesmo tempo em que o clube começou a mostrar que vai ser bem ativo na janela de transferências ao fechar a sua primeira contratação, de Mateo Musacchio.

O anúncio foi realizado em vídeo transmitido pelo Milan no Facebook com Montella, o CEO do clube, Marco Fassone, e o diretor esportivo Massimiliano Mirabelli. E a renovação foi oficializada dois dias depois que o treinador levou o time ao sexto lugar no Campeonato Italiano, o que o classificou para a Liga Europa em sua primeira temporada à frente do clube.

Dono de sete títulos da Liga dos Campeões, o Milan não disputou competições europeias nos últimos três anos. Além disso, Montella também foi campeão da Copa da Itália, em decisão contra a Juventus decidida na disputa de pênaltis.

"Agora, o Milan pode aspirar a objetivos mais gloriosos, mais de acordo com a história deste clube. Ontem (segunda-feira) à noite jantamos juntos e em pouco tempo chegamos a um acordo. Então, esta manhã, nos reunimos para assinar", afirmou Montella.

Além disso, o Milan oficializou a contratação de Musacchio, zagueiro argentino que iniciou a sua carreira no River Plate, assinou um contrato válido por quatro temporadas após ser adquirido junto ao Villarreal.

O Milan também está prestes a oficializar a contratação do meia marfinense Franck Kessie, que está na Atalanta, passou por exames médicos nesta terça e deve ser adquirido por 28 milhões de euros (aproximadamente R$ 102 milhões). De acordo com o jornal Gazzetta dello Sport, o Milan pretende oferecer 60 milhões de euros (R$ 220 milhões) ao Real Madrid para contratar o atacante Alvaro Morata.

Esses altos investimentos se dão após um consórcio chinês comprar o Milan de Silvio Berlusconi por US$ 800 milhões (R$ 2,6 bilhões) no último mês.

Mais conteúdo sobre:
futebol Milan Campeonato Italiano

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.