1. Usuário
Assine o Estadão
assine
  • Comentar
  • A+ A-
  • Imprimir
  • E-mail

Mouche afirma que quer deixar o Palmeiras e jogar no Estudiantes

- Atualizado: 21 Janeiro 2016 | 20h 28

Argentino não vai ser aproveitado por Marcelo Oliveira

O atacante Pablo Mouche não está nos planos da comissão técnica do Palmeiras desde o ano passado, entretanto, está com dificuldades para deixar o clube. Desta vez, o Estudiantes é quem aparece interessado e o jogador não esconde sua vontade em retornar ao futebol argentino.

“Conversaram comigo e disse que gostei do desafio (de jogar no Estudiantes). Tenho muita vontade de jogar no Estudiantes”, disse o jogador, em entrevista à rádio La Oral Deportiva. A ideia da diretoria do Estudiantes é contratá-lo para substituir Ezequiel Cerutti, que foi negociado com o San Lorenzo.

Apesar do interesse dos clubes e do jogador, um fator pode atrapalhar a saída do argentino: Seu salário. Mouche recebe em dólar e isso faz com que muitos clubes do Brasil e dos outros países da América do Sul acabem desistindo de dar andamento a negociação.

Mouche quer deixar o Palmeiras

Mouche quer deixar o Palmeiras

Apesar disso, o Palmeiras está decidido a liberá-lo, tanto que nem o levou para o Uruguai, onde a equipe disputa um torneio amistoso até sábado. “É um orgulho que eles tenham me chamado e confiado em mim para esse projeto. Mas não posso dizer mais nada até que tudo se concretize. Precisamos acertar algumas coisas”, disse o atacante, que já manifestou algumas vezes sua intenção em deixar o clube.

Mouche foi contratado em junho de 2014 por 4 milhões de dólares (R$ 8,9 milhões) do Kayserispor, da Turqui e chegou por indicação do técnico Ricardo Gareca. Ele tem contrato até 2019.

Palmeiras em 2016
Divulgação
Palmeiras em 2016

Gabriel Jesus até abriu o placar, mas o Cruzeiro foi forte e virou com dois gols de Willian: 2 a 1

Comentários

Aviso: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Estadão.
É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O Estadão poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os criterios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema proposto.

Você pode digitar 600 caracteres.

Mais em EsportesX