Ivan Storti/ Santos FC
Ivan Storti/ Santos FC

'Muito feliz', Vanderlei celebra atuação no Santos e parabeniza o Coritiba

Goleiro defende pênalti e garante a vitória da equipe por 1 a 0

Estadão Conteúdo

20 Maio 2017 | 18h38

O sábado foi de Vanderlei. Embora o Santos tenha sido acuado pelo Coritiba, mesmo jogando na Vila Belmiro, o goleiro brilhou, defendeu até pênalti e garantiu a vitória do time de Dorival Júnior por 1 a 0, pela segunda rodada do Campeonato Brasileiro.

Emocionado após o término do jogo, o ex-atleta do Coritiba comentou sobre sua atuação. "Defendi o pênalti no fim, foi importante porque seria um pecado tomar o gol. E queria também parabenizar a equipe do Coritiba, que veio aqui e fez uma grande partida. Felizmente conseguimos essa importante vitória", enalteceu Vanderlei, explicando que o duelo foi especial por ser contra o seu ex-clube.

"A gente sempre sonha em fazer uma grande partida, ainda mais em um jogo como este, contra o Coritiba, que é minha ex-equipe e onde tenho muitos amigos. Estou muito feliz", reconheceu o goleiro.

Vanderlei falou ainda sobre o pênalti defendido na cobrança de Alecsandro, que fazia sua estreia pelo Coritiba. "Pênalti é complicado, a gente tenta fazer o melhor, às vezes dá certo, às vezes não", disse. "E hoje (sábado) deu."

Questionado, por fim, se espera ser convocado no futuro para a seleção brasileira, o goleiro desconversou. "A seleção tem grandes goleiros. O que precisamos fazer é o nosso trabalho e estar preparado se tiver uma oportunidade."

Já o atacante Ricardo Oliveira, que teve atuação discreta neste sábado e perdeu chance clara no primeiro tempo, enalteceu os três primeiros pontos conquistados pelo Santos na competição, reconhecendo que o time não teve grande atuação.

"O Campeonato Brasileiro é sempre difícil, não tem jogos fáceis. Às vezes não apresentamos bom futebol, mas tinha que aparecer a garra e a vontade para nos reabilitarmos", destacou. "Havíamos conversado que precisaríamos compensar a derrota na estreia e conseguimos."

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.