1. Usuário
Assine o Estadão
assine

Copa 2014

Na Copa, Itaquerão terá capacidade menor que Morumbi

JAMIL CHADE - Agência Estado

06 Junho 2014 | 04h 00

Com sérios atrasos, o Itaquerão terá capacidade inferior ao que a Fifa originalmente pedia para um estádio de abertura de Copa do Mundo - e um público inferior ao que o Morumbi vai receber nesta sexta-feira para o amistoso da seleção brasileira. Diante dos problemas, até o presidente eleito da CBF, Marco Polo del Nero, admite: a construção da arena começou tarde demais.

Os números finais da Fifa apontam que o estádio do Corinthians terá 61,6 mil lugares. Para o jogo desta sexta do Brasil contra a Sérvia, o Morumbi já vendeu 67 mil ingressos. Originalmente, a previsão era de que a arena em Itaquera teria capacidade para 68 mil pessoas. Entre 2008 e 2010, a Fifa alegou várias vezes que o Morumbi não teria como sediar a abertura porque a reforma não garantiria mais de 65 mil lugares.

Em diversas ocasiões, entre 2007 e 2011, o secretário-geral da Fifa, Jérôme Valcke, deixou claro que o Brasil não tinha estádios do padrão de uma Copa. Mas o principal obstáculo foi a decisão de começar a obra do Itaquerão apenas em 2010, quando o Morumbi foi excluído do Mundial pelo ex-presidente da CBF Ricardo Teixeira. As obras começaram em 2011 e todos os prazos foram perdidos.

Hoje, o estádio que abre a Copa nem sequer passou por todos os testes que a Fifa exige, terá um sistema de Wi-Fi deficiente, vários dos serviços não funcionam e jamais recebeu o público completo. O acesso ao estádio também preocupa.

Michel D?Hoogue, do Comitê Executivo da Fifa, tentou minimizar os atrasos e disse que isso também ocorreu em outras Copas. Mas admitiu que deixar as obras para a última hora representa custos maiores.

Copa 2014