Oscar del Pozo/ AFP Photo
Oscar del Pozo/ AFP Photo

Na despedida do Vicente Calderón, Simeone avisa que ficará no Atlético de Madrid

'Sim, eu irei ficar', disse o técnico que comanda a equipe desde 2011

Estadao Conteudo

21 Maio 2017 | 16h38

Depois da histórica vitória sobre o Athletic Bilbao neste domingo, em jogo que marcou a última partida disputada no lendário estádio Vicente Calderón, o técnico argentino Diego Simeone aumentou a comoção de sua torcida ao anunciar que permanecerá no Atlético de Madrid.

Técnico do clube desde 2011, Simeone mudou o patamar da equipe nos últimos anos, ao levá-la a duas finais de Liga dos Campeões e à semifinal nesta temporada. O técnico, assim, vinha sendo especulado por uma série de times europeus, como a Internazionale de Milão, que ele mesmo defendeu quando era jogador.

Mas, neste domingo, após o triunfo por 3 a 1 na última rodada do Campeonato Espanhol, o treinador aproveitou a festa de despedida do Vicente Calderón e, com o estádio ainda cheio e o microfone em punho, comunicou para o delírio dos torcedores.

"Os jornalistas têm me perguntado continuamente se vou ficar. Sim, eu irei ficar", anunciou o técnico argentino, muito aplaudido por alguns segundos antes que pudesse continuar. "E sabem por que eu vou ficar? Vou ficar porque este clube tem futuro, e esse futuro somos todos nós".

Simeone ainda aproveitou a festa para fazer uma homenagem ao Vicente Calderón e ao Atlético de Madrid. "Agradeço a todos que passaram por este campo, jogadores, treinadores e dirigentes, todos os que construíram esse clube. Para vocês a palavra sentimento é muito profunda. As outras equipes podem ter mais dinheiro, algumas conquistas a mais, mas nunca vão igualar o sentimento que vocês têm pelo Atlético."

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.