Cesar Greco/Ag. Palmeiras
Cesar Greco/Ag. Palmeiras

'Não somos obrigados a ganhar só porque o clube investiu', defende Dudu

Atacante do Palmeiras afirma que elenco não pode ser pressionado pela presença de contratações caras

O Estado de S. Paulo

28 Maio 2017 | 15h10

O atacante Dudu, do Palmeiras, foi um dos poucos jogadores do time a dar entrevista na saída do Morumbi depois da derrota no sábado por 2 a 0 para o São Paulo, pelo Campeonato Brasileiro. O discurso dele foi de defender o elenco, pois segundo o capitão, apesar do investimento em reforços, é preciso o torcedor compreender que resultados como derrotas também são aceitáveis.

Dudu afirmou que a vinda de reforços não significa a garantia de vitórias. "O Palmeiras não é obrigado a vencer todo jogo. Não é porque teve grande investimento que o Palmeiras é obrigado a vencer todos os jogos. É ter tranquilidade e continuar trabalhando", afirmou. A derrota no Morumbi foi a segunda seguida do clube no Brasileiro. O resultado negativo anterior havia sido o 1 a 0 contra a Chapecoense.

O capitão foi um dos jogadores que teve o aporte da patrocinadora do Palmeiras, a Crefisa, responsável por comprar os 50% dos direitos econômicos restantes para mantê-lo no elenco. A empresa bancou a maioria das últimas contratações, entre elas a mais cara da história do clube, com os R$ 33 milhões investidos para trazer o atacante colombiano Miguel Borja.

Dudu explicou que a derrota para o São Paulo não pode desanimar o time, nem servir de pretexto para procurar quem cometeu falhas individuais no clássico. "Não acho que foi pelo Prass ou Jean. O Palmeiras perdeu o jogo. Todos perdemos. Não tem que ficar procurando culpados", comentou. "Temos que erguer a cabeça porque quarta tem jogo decisivo contra o Internacional", disse em referência à partida da próxima quarta, pela Copa do Brasil.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.