1. Usuário
Assine o Estadão
assine


Narrador Luciano do Valle morre aos 66 anos após passar mal em avião

O Estado de S. Paulo

19 Abril 2014 | 17h 02

Locutor da Bandeirantes viajava a Uberlândia, onde narraria a partida entre Atlético e Corinthians

Atualizado às 21h25

SÃO PAULO - Luciano do Valle, narrador esportivo da Rede Bandeirantes, morreu neste sábado aos 66 anos vítima de um enfarte. De acordo com a emissora, o locutor começou a passar mal às 15h15, quando viaja a Uberlândia, onde narraria a partida entre Atlético-MG e Corinthians. A morte ocorreu às 16h15, já na cidade mineira.

Em 2012, Luciano chegou a se afastar dos trabalhos na Bandeirantes devido a problemas de saúde. Na ocasião, ele sofreu uma leve isquemia cerebral, um tipo leve de AVC (acidente vascular cerebral).

"Foi o cara que deu um novo sentido à televisão brasileira. A visão que o Luciano tinha de televisão e profissionalismo estava muito adiante do tempo dele. Viveu um vida feliz, plena de realizações", disse, bastante emocionado, o jornalista e apresentador José Luiz Datena, à Band.

Luciano era uma das maiores referências na locução esportiva. Desde 1971, passou pela Rede Globo, pela Record e pela Bandeirantes, onde trabalhou por mais de 30 anos. Em 2013, completou 50 anos de carreira. Seu último jogo foi a final do Campeonato Paulista.

O narrador teve papel fundamental no esporte brasileiro, uma vez que ele impulsionou diversas modalidades que não tinham espaço na TV aberta. Organizou o jogo memorável entre Brasil e URSS, no Maracanã, que mudou o vôlei brasileiro. Abriu espaço para Hortência e Paula, transmitiu jogos de futebol feminino, alavancou a carreira de Maguila e deu o início para transmissões da NBA, da Fórmula Indy e do futebol americano no Brasil.

"A Bandeirantes nunca mais será a mesma, com certeza. Nunca mais terá uma pessoa no esporte como foi o Luciano do Valle. Outros virão, mas a falta dele é insuperável. A ausência nos deixa sem termos, sem definição. É um dia de muita tristeza, de muito pesar. Está certo aquele que diz que parte feliz quem deixa uma obra e ele deixa algo inigualável.", disse Datena.

Comentarista da Band e com Luciano do Valle há dez anos, o ex-jogador Neto quase não conseguiu falar do amigo. Chorando muito, com voz embargada, o camisa 10 fez um emocionante discurso sobre um de seus conselheiros.

"Sei da dificuldade que ele estava passando como pessoa, não estava muito bem de saúde, não. É muito triste, porque estava com vontade tão grande de fazer essa Copa do Mundo de 2014. Ninguém sabia que ele estava um pouco doente", disse Neto.