Negociações e liberação de lesionados podem mudar lista do Santos na Libertadores

Thiago Ribeiro é um dos favoritos a sair da relação de atletas para o campeonato

Leandro Silveira, Estadão Conteúdo

25 Maio 2017 | 08h46

O Santos não deve buscar grandes reforços para a disputa do mata-mata da Copa Libertadores, mas a comissão técnica aproveitará a possibilidade de realizar mudanças na lista de inscritos para realizar ajustes visando a sequência da competição. Foi o que indicou o técnico Dorival Júnior ao comentar se pretende utilizar o direito de realizar três trocas na relação de 30 jogadores disponíveis para o torneio a partir das oitavas de final.

De acordo com Dorival, as mudanças que podem ser realizadas devem envolver jogadores que estão sendo pouco aproveitados pela comissão técnica nesta temporada e por isso possuem status de negociáveis dentro do mercado nacional. "Não devemos alterar muito, a não ser que tenha alguma saída. A ideia é manter o que temos, com o acréscimo de um outro elemento, respeitando a definição sobre a situação de algum jogador", afirmou o treinador.

Entre os potenciais jogadores de saída, o principal especulado é Thiago Ribeiro. O atacante interessa ao Avaí, a ponto de o técnico do time catarinense, Claudinei Oliveira, ter ido à Vila Belmiro na última terça-feira, dia da vitória por 4 a 0 sobre o Sporting Cristal, interessado na contratação do atacante.

Thiago Ribeiro, porém, foi aproveitado por Dorival durante o segundo tempo da goleada, em uma indicação de que não está fora dos planos do clube. Porém, o jogador tem apenas nove jogos oficiais disputados em 2017 pelo Santos, com dois gols marcados, e está atrás de jogadores como os colombianos Vladimir Hernández e Copete na preferência do treinador.

Até por isso, Dorival prefere não se envolver e diz que a decisão de trocar de equipe passará muito pelo desejo do próprio atacante. "Eu prefiro deixar que o atleta e a diretoria resolvam, não gosto de interferir. Minha opinião é que o nosso grupo me satisfaz e que vem preenchendo o que queremos. Cada um tem uma avaliação em razão daquilo que está acontecendo desde janeiro. É natural que as opiniões terão que ser respeitadas. Caso haja necessidade, teremos a busca de um ou outro elemento", disse.

A boa relação da diretoria do Santos com Claudinei, que já trabalhou no clube e participou da formação de várias promessas das divisões de base, também pode pesar para a liberação de Thiago Ribeiro e de até outros jogadores que interessem ao treinador do Avaí.

LESIONADOS PODEM VOLTAR EM BREVE

A recuperação de atletas que se recuperam de lesões também pode levar Dorival a fazer mudanças na relação de inscritos do Santos. São os casos dos zagueiros Gustavo Henrique e Luiz Felipe, afastados desde o ano passado dos gramados, além do lateral Caju. Nesses casos, porém, será preciso um aval do departamento médico. E os favoritos para deixarem o grupo do clube para a Libertadores são o argentino Fabián Noguera e Daniel Guedes, jogadores que ainda não disputaram partidas oficiais pelo Santos em 2017.

Certo mesmo é que Dorival e sua comissão técnica terão tempo para pensar nas mudanças. Afinal, o sorteio dos confrontos das oitavas de final da Libertadores está agendado para 14 de junho. E as séries começarão a ser disputadas apenas no início de julho.

Mais conteúdo sobre:
Santos FC Santos futebol Libertadores

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.