Estadão - Portal do Estado de S. Paulo

Esportes

Esportes » Neymar é denunciado por sonegação fiscal e falsidade ideológica

Futebol

Fabrio Coffrini

Esportes

Futebol

Neymar é denunciado por sonegação fiscal e falsidade ideológica

Denúncia foi feita pelo Ministério Público Federal nesta sexta

0

O Estado de S.Paulo

29 Janeiro 2016 | 16h31

O atacante Neymar atravessa a melhor fase de sua carreira, mas seus problemas fora de campo, com a Justiça, começam a se acumular. Ele é alvo de investigações no Brasil e na Espanha, por suspeita fraude fiscal e falsidade ideológica, entre outras acusações.

O problema mais recente veio à tona esta semana. Neymar, seu pai, Neymar da Silva Santos, o ex-presidente do Barcelona Sandro Rosell e o atual, Josep Maria Bartomeu, foram denunciados pelo procurador -chefe do Ministério Público Federal em São Paulo, Thiago Lacerda Nobre, acusados de sonegação fiscal e falsidade ideológica. Os crimes têm penas de até cinco anos de prisão. A Justiça ainda decidirá se transformará o jogador e os outros três acusados em réus.

A revista Veja teve acesso ao processo, que corre na 5.ª Vara de Justiça de Santos. De acordo com a denúncia, o craque e seu pai criaram empresas de fachada e adulteraram documentos, com a finalidade de pagar menos impostos. Com esse artifício, a maior parte dos salários pagos pelo Santos a Neymar bem como os contratos de publicidade eram pagos a essas três empresas, o que resultava em redução superior a 50% do imposto a pagar.

Assim, entre 2010 e 2013, Neymar recebeu R$ 43,78 milhões do Santos, mas desse valor apenas R$ 8,1 milhões foram pagos a ele como pessoa física, como salários. Os contratos de publicidade renderam perto de R$ 75 milhões apenas em 2011. Neymar e seus pares criaram três empresas, de acordo com a denúncia. Mas a investigação do MPF sustenta que há contratos das empresas com o Santos anteriores à criação delas.

NEGOCIAÇÃO

Em 2013, Neymar foi negociado com o Barcelona e a transação também é está sendo investigada com atenção tanto no Brasil como na Espanha. Oficialmente, a ida do craque para o clube espanhol envolveu 57 milhões de euros. Mas o valor real teria chegado a pelo menos 83 milhões de euros.

Uma das empresas de Neymar, a N & N Consultoria, recebeu 10 milhões de euros do Barcelona em 2011 (na época o jogador ainda tinha contrato com o Santos) como se fosse um empréstimo, que não foi pago. Depois, a empresa ainda recebeu outros 30 milhões de euros, referentes à ida de Neymar para o Barça. Essa negociação levará Neymar terça-feira à Corte espanhola para explicar a negociação.

Ele é investigado por corrupção privada e fraude num processo aberto pela empresa DIS, que detinha parte dos direitos sobre Neymar quando ele jogava no Santos. A DIS pleiteia receber 40% do valor total da transação. Além disso, o fisco espanhol calcula que o jogador pode ter deixado de pagar cerca de 9 milhões de euros em impostos.

O pai de Neymar e a mãe, Nadine, também vão depor na Justiça espanhola. Os crimes de que Neymar é acusado podem resultar e até oito anos de prisão em caso de condenação. Na Espanha, Neymar enfrenta um processo cível e outro criminal.

Há duas semanas, Neymar e seu pai tiveram negado, pela Receita Federal, recurso interposto contra a cobrança de R$ 460 mil referentes a impostos não pagos no período de 2007 e 2008. Em setembro do ano passado, a Justiça Federal já havia bloqueado R$ 188,8 milhões das empresas do atacante, referentes ao valor que a Receita aplicou de multa por sonegação de impostos em valores recebidos do Santos.

Os responsáveis pela defesa de Neymar informaram na sexta-feira que ainda não haviam sido notificados sobre a denúncia feita pelo Ministério Público Federal junto à Justiça de Santos na quarta-feira.

Comentários