Assine o Estadão
assine

Esportes

Barcelona

Neymar e seu pai rebatem acusações sobre fraudes fiscais

Foi a primeira vez que os dois falaram sobre denúncia do MPF

0

O Estado de S.Paulo

31 Janeiro 2016 | 23h40

Neymar e seu pai falaram ontem pela primeira vez sobre a denúncia feita no meio da semana passada pelo Ministério Público Federal, que os acusa de fraude fiscal e falsidade ideológica por supostas irregularidades nos contratos da transferência do craque do Santos para o Barcelona em 2013. Em entrevista ao “Fantástico”, da Rede Globo, eles afirmaram que não cometeram nenhum crime.

“O procurador que fez a denúncia (Thiago Lacerda Nobre) deve estar procurando holofotes, mas não vai achar porque não fizemos nada de errado. Queremos que a Justiça consiga esclarecer logo tudo isso, porque estamos cansados”, disse Neymar da Silva Santos.

O pai foi quem mais falou durante a entrevista. Neymar só se manifestou para dizer que está focado em jogar futebol e que “dói ver uma pessoa que amo ser acusada de coisas que não fez”.

Neymar da Silva Santos disse que nunca sonegou impostos, e que o dinheiro ganho por suas empresas é todo mandado para o Brasil. “A gente fatura R$ 70 milhões só com a imagem do Neymar, e todo o dinheiro vai para o Brasil. Pagamos todos os impostos lá.”

Uma das perguntas foi sobre o fato de o Ministério Público Federal dizer que as empresas da família de Neymar não tinham um número de funcionários compatível com o montante de dinheiro que movimentam. O pai do craque respondeu da seguinte maneira: “No começo o Santos era a única fonte pagadora do Neymar, eu podia cuidar sozinho da gestão da carreira dele. Mas hoje temos mais de 170 funcionários no Brasil, todos em regime de CLT. Não tenho nenhum problema em pagar impostos.”

Depoimento.Amanhã Neymar e seu pai serão ouvidos por um juiz em Madri como parte da investigação feita na Espanha sobre as suspeitas de irregularidade na negociação que o levou ao Barcelona. E o pai do craque diz estar tranquilo com relação a isso. 

“Vamos ser ouvidos para falar dos fatos da transação, não há problema nenhum. Se tivermos cometido algum erro tributário, que nos digam. Mas nunca tivemos nenhuma intenção de sonegar imposto.”

Por fim, quando a pergunta foi sobre o verdadeiro valor da venda de Neymar para o clube espanhol, o pai do jogador saiu pela tangente. “Isso você tem de perguntar para o Santos e para o Barcelona.”

Mais conteúdo sobre:

Comentários