1. Usuário
Assine o Estadão
assine
Copa 2014

Neymar encanta até adversários após três jogos na Copa

ALMIR LEITE E LUIZ ANTONIO PRÓSPERI - Agência Estado

25 Junho 2014 | 07h 07

Foram quatro gols nos seus primeiros três jogos de Copa do Mundo. Participações decisivas nas duas vitórias do Brasil. Dribles desconcertantes, grande visão de jogo, movimentação constante, arrancadas mortais... Onde irá parar Neymar? Com apenas 22 anos, ele disputa o Mundial com a desenvoltura de um veterano. E encanta a todos. Companheiros, adversários, jornalistas, torcedores, todos estão se rendendo a Neymar.

O atacante praticamente carrega a seleção nas costas. Nos momentos mais difíceis, lá está ele para resolver as coisas. Assim, já há quem tema - e não são poucos - pela sorte do Brasil no dia em que Neymar faltar, por contusão, suspensão (está pendurado, por ter recebido cartão amarelo contra a Croácia), por encontrar marcadores eficientes e por simplesmente não estar bem, algo que pode ocorrer até com os craques.

Neymar certamente tem consciência de sua importância, mas a deixa em segundo plano. "Quero ajudar os companheiros com gols, correndo, dividindo, da forma que eu puder??, disse depois da vitória sobre Camarões, segunda-feira. Antes da Copa, ao ser questionado sobre se gostaria de ser artilheiro do Mundial, garantiu: "Não quero ser artilheiro. Quero é ser campeão??.

Entre os adversários, cresce o respeito por Neymar. Thomas Müller o definiu como "maestro do setor ofensivo brasileiro??. O alemão disse o porquê: "É muito habilidoso, com enorme fome de gols. Em termos de característica, é extremamente móvel. Dribla e faz o passe, mas também finaliza??.

Na Europa, a imprensa exaltou o brilho de Neymar contra os africanos. Destacou também a dependência da seleção brasileira de seu craque. "Se havia alguma dúvida de que o Brasil até agora é Neymar, a partida contra Camarões dissipou", considera o espanhol El País. "Estrela Solitária??, destacou o francês L?Equipe.

Neymar parece não se deixar empolgar e procura pensar no próximo passo desta Copa, ou seja, o jogo de sábado contra o Chile. "Vai ser uma partida muito complicada. O adversário é forte. Temos de descansar, trabalhar, para poder chegar bem à partida??, aconselha.

CHUTEIRA NOVA - Neymar vai calçar, na partida contra os chilenos, uma nova chuteira, dourada, desenvolvida pela Nike para homenageá-lo. Quando tinha 12 anos, o atacante queria usar chuteiras douradas e, por isso, as pintava com spray. O modelo vai ser vendido nas lojas por R$ 1,2 mil a partir da próxima semana.

Copa 2014