Alejandro García/EFE
Alejandro García/EFE

'Neymar entende o futebol como uma arte', diz técnico do Barcelona

Luis Enrique rasga elogios ao brasileiro após goleada sobre o Villarreal

EFE

06 Maio 2017 | 20h20

O técnico do Barcelona, Luis Enrique, afirmou neste sábado que Neymar tem uma interpretação do futebol totalmente diferente dos demais jogadores. O brasileiro teve grande atuação na vitória catalã sobre o Villarreal por 4 a 1, pelo Campeonato Espanhol.

"Neymar entende o futebol como uma arte. Faz dribles tão impossíveis que alguns nem consigo ver ao vivo. Qualquer torcedor tem que apreciar o que ele faz, porque é efetivo e espetacular", afirmou o treinador do Barça.

Luis Enrique também elogiou os companheiros do brasileiro no ataque do Barcelona. Para o técnico, Neymar, Lionel Messi e Luis Suárez formam um trio de referência e certamente é o melhor do mundo. Os quatro gols do Barcelona neste sábado foram marcados exatamente pelos três jogadores. Neymar e Suárez balançaram as redes em uma oportunidade, enquanto Messi anotou duas vezes. Dessa forma, o trio chegou a 102 gols na temporada.

Contente com a goleada, Luis Enrique explicou que a vitória foi conquistada porque o Barcelona desgastou o Villarreal na etapa inicial. "Em jogos assim, você precisa de uma primeira metade de muita intensidade para que, na segunda, apareçam os espaços, e os jogadores possam aproveitar", afirmou.

Além dos elogios ao trio ofensivo, o técnico também exaltou os demais jogadores do time pela grande partida contra um rival que sempre complica a vida do Barcelona. "Eles costumam ter mais a bola e hoje (sábado) tiveram que se fechar atrás porque superamos a pressão e fizemos uma partida completa", disse.

Luis Enrique também enalteceu a presença da torcida, que lotou o Camp Nou com mais de 90 mil pessoas, o segundo maior público do Barcelona no Campeonato Espanhol, atrás apenas do clássico contra o Real Madrid. "Significa que estamos fazendo as coisas bem, porque é uma torcida muito exigente. Para nós, isso é impagável e reforça nosso trabalho", ressaltou o técnico.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.