1. Usuário
Assine o Estadão
assine
Copa 2014

Neymar recebe cuidado especial para jogo contra Colômbia

Luiz Antônio Prósperi, Robson Morelli - Enviados especiais a Teresópolis - O Estado de S. Paulo

01 Julho 2014 | 05h 00

Craque ainda se recupera das pancadas que levou no jogo contra o Chile

Neymar pode precisar de um dia a mais de tratamento para se recuperar das pancadas sofridas no joelho esquerdo e coxa direita durante a partida contra o Chile, sábado, em Belo Horizonte. Uma precaução da comissão técnica. O atacante apanhou dobrado no Mineirão, mais do que nos jogos anteriores.

Tem sido uma sina nesta Copa o principal jogador do Brasil levar uma ou duas pancadas nos minutos iniciais das partidas. Nas quatro vezes em que a seleção entrou em campo foi dessa maneira. A coxa direita de Neymar ainda está inchada.

Felipão não tem dúvidas de que Neymar jogará contra a Colômbia e voltará a enfrentar a dura marcação dos rivais até o fim. Ele está bem, mas requer atenção. Ontem, fez trabalhos específicos dentro do complexo esportivo da Granja Comary, na piscina, ao lado dos outros titulares, como tem sido nas reapresentações do elenco.

Rafael Ribeiro/EFE
Neymar sente dores no joelho esquerdo e coxa direita

A comissão técnica não quer forçar a condição do melhor jogador do time. Prefere tratá-lo com mais carinho para tê-lo em pé sexta diante da Colômbia. Há mais três atletas que precisam de atenção especial: David Luiz, Oscar e Luiz Gustavo, que não jogará por estar suspenso. Todos se recuperam. O zagueiro reclamou de dores lombares ainda em Minas. Fez exames e jogou normalmente os 90 minutos e mais os 30 da prorrogação. Oscar teve um arranhão na perna. Nada sério.

Neymar sabe que ele é o cara que vai resolver os problemas do Brasil. Sabe também que em determinados momentos da disputa, precisa se doar para o time. E tem sido assim. O jogador parou contra os chilenos em razão das pancadas fortes que levou. Mesmo assim, não quis sair. Felipão tem ressaltado seu jogo participativo em todas as entrevistas.

Antes da partida diante dos chilenos, afirmou que “Neymar não joga para ele, joga para a seleção e para que a seleção ganhe a Copa. Essa é a diferença dele para os outros craques.” Todas as conversas do treinador com o atacante têm sido nesse sentido: de mostrar a ele sua importância para a equipe sem perder sua alegria individual e sem colocar também mais pressão em suas costas. Tem dado certo.

Contra a Colômbia, Neymar deverá ter um pouco de refresco. Espera-se. Os zagueiros colombianos são mais experientes, mas também menos velozes que os chilenos, e isso favorece uma das principais características do 10 do Brasil: a arrancada. Neymar continuará atuando mais pelo lado esquerdo, não aberto como um ponta, mas pela meia, lembrando aquele antigo ponta de lança. É neste setor que Neymar se sente bem e gosta de atuar, dando passagem também para Marcelo.

Contra a Colômbia, em determinados momentos, Neymar atuará pelo meio, para cima do volante, abrindo caminho.

Copa 2014