1. Usuário
Assine o Estadão
assine
Copa 2014

Nigéria quer vitória contra Bósnia por vítimas de bomba

AE - Agência Estado

20 Junho 2014 | 20h 31

Durante o jogo do Brasil e México na terça-feira, uma bomba matou 14 pessoas que assitiam à partida na cidade de Damaturu

A Nigéria lutará com todas as forças para conseguir uma vitória contra a Bósnia-Herzegovina, neste sábado, em Cuiabá, em partida válida pela segunda rodada do Grupo F da Copa do Mundo. Apesar de se tratar de uma partida decisiva para os africanos depois do empate por 0 a 0 contra o Irã na estreia, esta não será a principal motivação do elenco. É o que revela o treinador da equipe Stephen Keshi, que vê seu time determinado a dedicar um bom resultado às vítimas de uma ataque suicida que matou 14 pessoas no país.

Durante a partida entre Brasil e México, na última terça, uma bomba acoplada a uma bicicleta explodiu próxima a um grupo de torcedores que assistia o jogo ao ar livre em Damaturu, cidade a nordeste do país. O superintendente da polícia local, Nathan Cheghan, confirmou na quarta que 14 pessoas morreram e pelo menos outras 26 ficaram feridas com o ataque.

Stephen Keshi, nascido em Lagos, cidade mais populosa da Nigéria, disse que a sua equipe quer "colocar um sorriso no rosto dos nigerianos" após a tragédia. "É sempre terrível ver pessoas morrerem sem razão", afirmou o treinador.

AFP PHOTO/Jewel Samad
A seleção nigeriana fez o reconhecimento de campo nesta sexta-feira, na Arena do Pantanal

Joseph Yobo, que será o capitão da equipe no duelo contra a Bósnia-Herzegovina, afirmou que "o coração dos jogadores está com o povo nigeriano". "Para mim, sem os torcedores o futebol não é nada", disse o zagueiro.

Copa 2014