1. Usuário
Assine o Estadão
assine
  • Comentar
  • A+ A-
  • Imprimir
  • E-mail

No primeiro teste do ano, Corinthians perde para Atlético-MG

- Atualizado: 17 Janeiro 2016 | 19h 15

Galo conquista a Florida Cup, torneio de pré-temporada

A primeira mostra do Corinthians versão 2016 não acabou com o resultado esperado pelos torcedores, mas a atuação foi melhor do que muita gente esperava. Após a perda de importantes titulares, criou-se a dúvida de que time veríamos em campo neste domingo e apesar da derrota por 1 a 0 para o Atlético-MG, em Boca Raton, pela Florida Cup, os comandados de Tite mostraram que podem manter o organizado esquema tático do ano passado.

 

E com a vitória sobre o Corinthians e o empate entre Fluminense e Shakhtar Donetsk, o Atlético-MG conseguiu garantir o título da competição com seis pontos, embora o torneio ainda tenha dois jogos na quarta-feira.

 

Em relação ao Corinthians, a falta de entrosamento, principalmente do meio para frente, pesou em alguns momentos, ainda mais porque o adversário era um Atlético-MG que teve como única mudança, a chegada do técnico Aguirre. Dentro de campo, o time era o mesmo dos tempos de Levir Culpi.

 

Sem Ralf, Jadson, Renato Augusto e Vagner Love, negociados, Tite armou o time com Malcom caindo pela direita, Romero na esquerda e Danilo centralizado, enquanto Rodriguinho aparecia no meio, para criar as jogadas.

 

Taticamente, pouca mudança no lado corintiano. O problema é que a diferença técnica entre Jadson para Rodriguinho é abissal e isso ficou evidente em determinados momentos. O Atlético-MG se aproveitou e foi quem saiu mais para o jogo.

 

Luan aproveitou o espaço dado por Uendel no lado esquerdo e chegou com liberdade no ataque. Em uma das jogadas, conseguiu chegar na linha de fundo e cruzou para Thiago Ribeiro chutar por cima do gol, sem goleiro.

 

Mais atento com a defesa e ainda tentando “se achar” em campo, o Corinthians apostou nos contra-ataques e conseguiu levar perigo em chutes de Bruno Henrique e Malcom, defendidos pelo goleiro Victor.

 

Antes de acabar a primeira etapa, o Atlético teve outra grande oportunidade com Dátolo, que acertou a trave e no rebote Walter defendeu o chute de Luan.

 

Na segunda etapa, os dois times começaram a fazer várias alterações e o Atlético conseguiu abrir o placar. Aos 12, Cazares tocou para Pratto, que entrou livre na área e cruzou rasteiro para Yuri empurrar para as redes.

 

Mesmo com as diversas mudanças feitas por Tite, a equipe paulista - com seu uniforme laranja - saiu do campo de defesa e tentou abrir espaço na defesa atleticana, mas não conseguiu finalizar com qualidade e deu pouco trabalho ao goleiro Victor.

 

Destaque para o meia Marlone, que entrou no lugar de Malcom e estreou bem, com velocidade, atenção na marcação e bons dribles. Entretanto, faltou arriscar mais contra a meta dos atleticanos.

 

O time corintiano volta a jogar na quarta-feira, quando encara o Shakhtar Donetsk, às 21h45.

Comentários

Aviso: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Estadão.
É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O Estadão poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os criterios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema proposto.

Você pode digitar 600 caracteres.

Mais em EsportesX