1. Usuário
Assine o Estadão
assine

Copa 2014

No último confronto, Brasil levou um baile da Alemanha

Mateus Silva Alves - Enviado especial a Santa Cruz Cabrália - O Estado de S. Paulo

07 Julho 2014 | 05h 00

Mario Götze foi o grande destaque da vitória por 3 a 2 em 2011

O último encontro entre Brasil e Alemanha não foi nada agradável para os brasileiros. Em agosto de 2011, as duas seleções disputaram um amistoso na cidade de Stuttgart e o que se viu no gramado da Arena Mercedes-Benz foi um atropelamento. A equipe alemã venceu o time brasileiro, na época ainda dirigido por Mano Menezes, por 3 a 2, mas o resultado de maneira nenhuma fez justiça à superioridade dos donos da casa.

Quem desequilibrou aquele amistoso foi Mario Götze, autor de um dos gols alemães - os outros foram de Schweinsteiger e Schürrle. O talentoso meia do Bayern de Munique (que na ocasião ainda defendia o Borussia Dortmund) infernizou a defesa brasileira com sua velocidade e sua habilidade, driblando quem aparecesse pela frente e criando várias ocasiões de gol.

Se Joachim Löw repetir a escalação que começou a partida contra a França, pelas quartas de final da Copa do Mundo, Götze ficará no banco de reservas nesta terça-feira, no Mineirão, quando Brasil e Alemanha voltarão a se encontrar. Além dos autores dos gols, outros oito jogadores alemães que participaram daquele amistoso estão no Mundial: Neuer, Hummels, Boateng, Lahm, Kroos, Müller, Podolski e Klose. Do lado brasileiro, a lista dos jogadores que participaram do jogo e estão na Copa é composta por Julio Cesar, Daniel Alves, Thiago Silva, Luiz Gustavo, Ramires, Fernandinho, Fred e Neymar, que não poderá jogar nesta segunda-feira por estar machucado. Ele foi o autor de um dos gols brasileiros em Stuttgart – o outro foi de Robinho.

Wilton Junior/Estadão
Único confronto em Copas valeu o pentacampeonato ao Brasil em 2002

Na história do confronto, o Brasil leva ampla vantagem sobre os alemães. Em 21 jogos, foram 12 vitórias brasileiras, cinco alemãs e quatro empates. Em Mundiais, o único confronto ocorreu na final da edição de 2002 e teve vitória do Brasil por 2 a 0.

Copa 2014