1. Usuário
Assine o Estadão
assine

Copa 2014

'Nunca pensei que perderia a Copa', diz uruguaio Luis Suárez

Agência Estado

09 Junho 2014 | 09h 48

Atacante passou por uma artroscopia no joelho esquerdo faltando cerca de 20 dias para o início do mundial, mas já está recuperado

O atacante Luis Suárez passou por uma artroscopia no joelho esquerdo a cerca de 20 dias para o início da Copa do Mundo. Poderia ser o fim do sonho de disputar a competição no Brasil, mas o jogador do Liverpool teve uma recuperação surpreendente e no último sábado, duas semanas após o procedimento, voltou a treinar com bola com seus companheiros de seleção uruguaia.

Mesmo aliviado, Suárez garantiu que em nenhum momento cogitou que pudesse ficar fora do Mundial. "Emocionalmente, me senti bem. Psicologicamente, estava espetacular. Em nenhum momento me senti pressionado, em nenhum momento me senti triste porque em nenhum ponto pensei que havia chance de perder a Copa do Mundo", declarou, em entrevista ao jornal inglês The Guardian.

Suárez se apresentou à seleção já sentindo dores no joelho e surpreendeu a todos ao ser submetido às pressas à cirurgia. Mesmo que a Associação Uruguaia de Futebol garantisse que o jogador estaria na Copa, o estado físico dele foi colocado em dúvida por muitos, menos pelo próprio jogador.

Andres Stapff/Reuters
Luis Suárez já voltou a treinar com a seleção uruguaia e jogará a Copa do Mundo

"O pensamento (de perder a Copa) nunca passou pela minha cabeça. Podia ter chorado por causa dessa lesão, mas não fiz isso porque sabia. Eu sabia. Quando o médico falou comigo, três pequena lágrimas caíram, mas só isso. Minha esposa disse: ''Não consigo acreditar em como você está sendo forte''. Mas eu sempre soube que conseguiria", afirmou.

Apesar do otimismo e de já ter voltado aos treinos, Suárez preferiu não confirmar sua presença na partida de estreia, contra a Costa Rica, sábado, no Castelão. O jogador disse que as condições de seu joelho no dia decidirão se atuará ou não. Além disso, ele pode ser poupado para os jogos mais difíceis da primeira fase, contra Inglaterra e Itália.

"Poderia dizer que vou estar pronto para o primeiro jogo ou que esperaria o segundo ou o terceiro. Mas só se tem certeza com o progresso e com a reação do joelho. Pode chegar o 20.º dia e pensar: ''Estou voando''. Mas aí, naquele dia, o joelho incha e tudo fica mais lento. Quando o joelho resistir e não tiver dor, ao mesmo tempo que o quadríceps estiver forte, estarei bem", apontou.

Copa 2014