1. Usuário
Assine o Estadão
assine
Copa 2014

Olic faz elogios, mas enxerga espaços na zaga brasileira

Fernando Faro - Enviado especial a Salvador - O Estado de S. Paulo

09 Junho 2014 | 14h 09

Atacante substitui o suspenso Mandzukic na estreia da Copa

Vencer o Brasil na quinta-feira e protagonizar a primeira surpresa da Copa do Mundo logo em seu jogo inaugural é uma meta possível, mas passa pelo aproveitamento nos contra-ataques, que irão aparecer. Essa é a opinião de Olic, atacante da Croácia, que mostra confiança num triunfo no Itaquerão.

Para o jogador, superar a dupla de zaga formada por Thiago Silva e David Luiz é uma missão complicada, mas possível. O atacante do Wolfsburg diz que os últimos jogos do Brasil contra equipes mais fortes mostraram falhas na defesa e aponta que esses espaços precisam ser bem aproveitados para o time conseguir a vitória.

"São dois dos cinco melhores zagueiros do mundo na minha opinião, logo certamente não será fácil para nós. Eles sofrem poucos gols, mas nos últimos amistosos vimos alguns espaços que podem ser explorados. Espero que consigamos aproveitar essas brechas e marcar ao menos um gol", diz.

Olic acredita que é fundamental segurar o ímpeto inicial do Brasil para que os croatas possam equilibrar e até tomar conta do jogo. A exemplo do que já disse o técnico Niko Kovac, o jogador acredita que caso os donos da casa demorem a abrir o placar, a torcida pode ser um fator negativo e pode facilitar a vida dos europeus.

"O Brasil é sempre favorito, ainda mais em casa. Sabemos que por conta disso já há uma pressão e eles estão conscientes disso também, embora sejam jogadores acostumados a isso. Muita gente dizia que em 2006 aquele podia ser o melhor Brasil da história, jogamos contra eles também numa estreia e acabamos perdendo, mas demos muitas dificuldades. Claro que o Brasil é favorito, mas o futebol é um esporte com muitas surpresas e esperamos fazer um bom jogo e surpreendê-los em casa", finalizou.

A Croácia volta a treinar nesta tarde na Praia do Forte, na Bahia. A atividade será aberta por apenas 15 minutos. Niko Kovac não quer revelar o time da estreia, mas a tendência é que jogue com apenas um atacante. Jelavic deve ser o homem de referência, já que Mandzukic cumpre suspensão.

Copa 2014

Você já leu 5 textos neste mês

Continue Lendo

Cadastre-se agora ou faça seu login

É rápido e grátis

Faça o login se você já é cadastro ou assinante

Ou faça o login com o gmail

Login com Google

Sou assinante - Acesso

Para assinar, utilize o seu login e senha de assinante

Já sou cadastrado

Para acessar, utilize o seu login e senha

Utilize os mesmos login e senha já cadastrados anteriormente no Estadão

Quero criar meu login

Acesso fácil e rápido

Se você é assinante do Jornal impresso, preencha os dados abaixo e cadastre-se para criar seu login e senha

Esqueci minha senha

Acesso fácil e rápido

Quero me cadastrar

Acesso fácil e rápido

Cadastre-se já e tenha acesso total ao conteúdo do site do Estadão. Seus dados serão guardados com total segurança e sigilo

Cadastro realizado

Obrigado, você optou por aproveitar todo o nosso conteúdo

Em instantes, você receberá uma mensagem no e-mail. Clique no link fornecido e crie sua senha

Importante!

Caso você não receba o e-mail, verifique se o filtro anti-spam do seu e-mail esta ativado

Quero me cadastrar

Acesso fácil e rápido

Estamos atualizando nosso cadastro, por favor confirme os dados abaixo