Uriel Punk/Futura Press
Uriel Punk/Futura Press

Oposição do São Paulo reúne assinaturas para pedir explicações

Oposição quer ouvir diretoria sobre multa de Ceni e o uso do dinheiro de vendas para quitar dívidas

Gonçalo Junior, O Estado de S.Paulo

17 Julho 2017 | 19h35

A crise no São Paulo, que não vence há nove partidas e está na zona de rebaixamento do Campeonato Brasileiro, provoca movimentos da oposição. Conselheiros protocolaram nesta segunda-feira um pedido de reunião extraordinária. O requerimento foi recebido, mas ainda não analisado pelo órgão.

Newton Luiz Ferreira, do grupo oposicionista “Tradição” e derrotado pelo presidente Carlos Augusto de Barros e Silva em 2015, afirma ter 57 assinaturas para pedir a reunião – o estatuto exige 50.

O grupo enumera questões sobre nove itens, entre eles, a insatisfação de jogadores que pedem para sair do São Paulo, a utilização do dinheiro da venda de atletas para amortizar a dívida e a multa de R$ 5 milhões no contrato de Rogério Ceni.

Existe outro requerimento, ainda não entregue, que pede a convocação de Vinicius Pinotti, diretor de futebol, para explicar "temas relacionados ao departamento de futebol". Conselheiros do grupo "Força São Paulo", que organizam a ação, afirmam que conseguiram as 50 assinaturas necessárias.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.