1. Usuário
Assine o Estadão
assine
  • Comentar
  • A+ A-
  • Imprimir
  • E-mail

Oswaldo de Oliveira faz de tudo para acertar o ataque do Santos

Problema não melhorou com a chegada de Robinho. Sem o astro, Gabriel, Thiago Ribeiro e Damião devem jogar diante do Vitória

A uma rodada do encerramento do primeiro turno do Campeonato Brasileiro, o técnico Oswaldo de Oliveira ainda procura a melhor formação ofensiva para o Santos. Nem mesmo a chegada de Robinho, o reforço dos sonhos, ajudou a solucionar o problema que persiste desde as finais do Campeonato Paulista. E não é por falta de recursos.

"Essa é uma situação que me incomoda", admitiu Oswaldo de Oliveira, que reclama do problema de calendário, que não permite entre um jogo e outro que as equipes se preparem melhor. E, para piorar, deverão ser constantes as convocações de jogadores do clube paras as seleções brasileiras de Dunga (principal) e Alexandre Gallo (de base).
O treinador santista pretendia aproveitar a semana livre (em razão do adiamento do jogo contra o Grêmio, pela Copa do Brasil) para fazer algumas experiências, mas a convocação de Robinho atrapalhou os seus planos.

Oswaldo espera que seu ataque desencante diante do Vitória no Pacaembu
Oswaldo espera que seu ataque desencante diante do Vitória no Pacaembu

Dos 12 atacantes inscritos no Brasileirão, apenas um, Geovane, ainda não jogou. Gabriel e Geuvânio são os que mais atuaram: 13 vezes. Gabriel é o artilheiro do time, com cinco gols, e Geuvânio tem só um.

Oswaldo de Oliveira perdeu Robinho para os dois próximos jogos, mas Gabriel volta contra o Vitória, neste sábado, no estádio do Pacaembu, em São Paulo. A tendência é que o treinador escale o ataque com Gabriel, Leandro Damião e Thiago Ribeiro. Nesta segunda-feira, os titulares fizeram um trabalho regenerativo no Cepraf e os demais tiveram uma sessão de treinos físicos no campo.