Bruno Cantini / Atlético-MG
Bruno Cantini / Atlético-MG

Oswaldo diz que Londrina mereceu e Atlético-MG poderia ter 'jogado melhor'

Derrotado nos pênaltis, time alvinegro ficou com o vice da Copa da Primeira Liga

Estadão Conteúdo

05 Outubro 2017 | 10h18

O técnico Oswaldo de Oliveira reconheceu que o Atlético Mineiro não teve grande atuação na final da Copa da Primeira Liga, que acabou sendo vencida pelo Londrina na disputa de pênaltis, após empate por 0 a 0 no Estádio do Café, na noite de quarta-feira.

Oswaldo reconheceu que o Atlético-MG teve baixa produção ofensiva e também apontou alguma dose de azar na disputa de pênaltis, lembrando que Victor esteve próximo de defender duas cobranças do Londrina. Mas o treinador também apontou merecimento do adversário pelo título.

"Poderíamos ter jogado uma partida melhor. Criamos algumas boas oportunidades, mas, principalmente em relação ao que o adversário criou, não conseguimos fazer. Inclusive nos pênaltis também, duas bolas que normalmente o Victor pegaria passaram e só nos resta dar parabéns ao Londrina porque lutou muito, se esforçou muito durante o jogo inteiro, se empenhou muito para bloquear a equipe do Atlético. Acho que eles acabam tendo mérito na conquista", afirmou.

Para justificar a atuação ruim do Atlético-MG no ataque, Oswaldo exaltou a segurança defensiva do time, que não foi vazado pelo segundo jogo consecutivo, ambos sob o seu comando. "Tem sido uma preocupação nossa. Temos trabalhado muito em cima disso, pra não tomar gols porque o melhor caminho para a vitória é não levar gols. Infelizmente, hoje, não conseguimos fazer. Tivemos ate boas oportunidades que podíamos ter convertido", disse.

Contratado para substituir o demitido Rogério Micale, Oswaldo vem trabalhando para recuperar a moral dos jogadores, tendo um bom início à frente do time na vitória por 2 a 0 sobre o Atlético-PR, pelo Campeonato Brasileiro, mas agora viu a equipe decepcionar na Primeira Liga. Mas garantiu que o time pode dar nova resposta nos próximos compromissos.

"Nossa intenção é recuperar a confiança da equipe e isso está acontecendo, a equipe tem tido uma postura boa, com confiança, marcando bem. Essa é a base para que a gente possa evoluir para os jogos seguintes. O mais importante é que temos uma equipe muito boa, jogadores de muita qualidade. É nisso que acredito, principalmente, que é o ponto de partida para darmos continuidade, conseguindo vitórias", comentou.

+ São Paulo quer aproveitar mau retrospecto do Atlético-MG como mandante

Após o revés diante do Londrina, o Atlético-MG voltará a jogar na próxima quarta-feira, pelo Brasileirão, contra o São Paulo, no Independência. "É um jogo muito difícil, o São Paulo vem crescendo, fez dois bons jogos ultimamente e vamos ver o que a gente consegue. Vamos voltar aos treinamentos e preparar para essa partida na próxima quarta-feira. O Elias não vai jogar e já estamos pesando nas possibilidades que temos. A sequência de treinamento vai ser com esse objetivo também, encontrar um jogador que o substitua", concluiu Oswaldo.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.