1. Usuário
Assine o Estadão
assine

Pablo Mouche exalta história do Palmeiras e já fala em título

Agência Estado

27 Junho 2014 | 13h 30

Atacante argentino, que estava jogando na Turquia, assinou contrato de 5 anos com o clube paulista e já foi integrado ao elenco

Já integrado ao elenco do Palmeiras, o atacante Pablo Mouche está empolgado pela chance de jogar no Brasil. Ao assinar o contrato de cinco anos com o clube, nesta sexta-feira, o argentino fez elogios à história e à torcida palmeirense, prometeu título e afirmou que não deverá ter dificuldade para se adaptar ao time.

"A expectativa é grande. Estou muito feliz com todos que colaboraram para eu chegar aqui. É um desafio e uma oportunidade muito grande. Espero corresponder toda essa confiança que depositaram em mim para vestir a camisa do Palmeiras. Darei o máximo em campo, suarei a camisa e darei alegria a todos fazendo boas partidas. Quero ficar na história", afirmou.

A chance de trabalhar com o técnico Ricardo Gareca também empolga o jogador. "Estou muito contente. Na verdade, com muita esperança de que as coisas caminharão bem. O Ricardo é um técnico com muita experiência e que teve bons resultados no Vélez [Sarsfield]. Espero que a gente possa fazer um grande trabalho juntos e cumprir o objetivo da instituição, que é conseguir um título", declarou.

Fabio Menotti/Agência Palmeiras
Pablo Mouche assinou contrato de cinco anos com o Palmeiras

Para facilitar a adaptação ao Brasil, Mouche conta com a ajuda dos estrangeiros que já integram o clube, como o compatriota Fernando Tobio, anunciado na quinta, além dos uruguaios Victorino e Eguren, do chileno Valdivia, do paraguaio Mendieta (paraguaio). Na comissão técnica, ele terá o compatriota Ricardo Gareca e o preparador físico Néstor Bonillo. Outro estrangeiro é o auxiliar-técnico Sergio Santín, do Uruguai. "É uma ajuda muito grande ter jogadores estrangeiros no elenco, além de um corpo técnico que já conheço. Acredito que me ajudará muito", disse Mouche.

O atacante argentino também falou sobre seu estilo de jogo. E avisou a torcida que, apesar de jogar na frente, não tem fama de goleador. "Não sou um 9 de área, que se caracteriza em ser goleador, mas gosto de fazer gols. Mas o mais importante é que o grupo consiga os resultados", afirmou Mouche, que ainda será apresentado oficialmente à torcida e à imprensa.